sábado, 14 de julho de 2018

1978-07-14 - Telefone Vermelho Nº 27 - Comissão Trabalhadores TLP - Lisboa


Para ver todo o documento clik AQUI
Editorial
3 ANOS DE ACTIVIDADE DA C.T.

Faz no próximo dia 16 de Julho, 3 anos em que num Plenário de Trabalhadores dos TLP, realizado no Pavilhão dos Desportos, tomou posse a Comissão de Trabalhadores dos TLP - Lisboa, plenário esse que aprovou, também, os Estatutos que regem o seu funcionamento.
Após uma grande luta, que durou 6 meses, contra o inimigo externo (o capital e as suas estruturas e leis) e contra inimigo interno (os lacaios do capital disfarçados de varias formas) finalmente no dia 16 de Julho de 1975, os trabalhadores dos TLP criaram a sua Comissão de Trabalhadores acompanhando assim o grande movimento operário e popular da altura na criação de órgãos da sua vontade que fossem capazes de organizar os trabalhadores no avanço pelas suas conquistas.

Foi sob o lema – LUTA, UNIDADE, VITÓRIA – que a Comissão de Trabalhadores começou de imediato a levar o seu programa à prática, mobilizando os trabalhadores para a luta, pois só a força e a vontade destes pode impor na prática um programa revolucionário.
Os trabalhadores dos TLP, através da sua C.T., obtiveram grandes conquistas que lhes trouxe grandes vitórias, como e o caso da semana das 40 h e a luta pela manutenção da nossa Caixa de Previdência, para não falar já nas inúmeras conquistas (tanto de âmbito colectivo como de âmbito individual) que os trabalhadores dos variadíssimos locais de trabalho comprovam com a sua experiência.
Neste último ano da actividade da C.T., a luta da classe operaria e demais trabalhadores portugueses desenvolve-se dentro de características diferentes das dos dois primeiros anos da C.T.
A movimentação operária e popular apresenta-se centrada principalmente na luta contra os ataques da classe dominante que quer a todo o curto recuperar o que perdeu nestes anos de Revolução.
A C.T. dos TLP - Lisboa tem desempenhado o seu papel de denunciar todas as ilusões que se possam ter na burguesia e na sua democracia.  
 A C.T. dos TLP - Lisboa tem indicado frequentemente aos trabalhadores que só através da luta dura contra o capital e contra os seus lacaios no nosso seio, poderemos defender as nossas conquistas e avançar mais na revolução.
A nossa Caixa de Previdência é a única, no momento actual, que matem o regímen de autonomia e isso deve-se por um lado ao nível elevado da consciência dos trabalhadores dos TLP de não irem na demagogia do Governo e daqueles que defendem a integração em nome do socialismo (como é o caso da Intersindical) e, por outro, ao facto de a C.T. estar atenta e a classe dominante saber que ao tentar a integração, a C.T. de imediato mobilizara os trabalhadores para a luta.

Reestruturação - Fusão CTT/TLP
Neste último ano a C.T, desenvolveu uma grande agitação e denuncia a volta da questão Reestruturação-Fusão dos CTT/TLP o que fez com que o Governo e a Administração recuassem nos seus planos que previam naturalmente grandes prejuízos para a esmagadora maioria dos trabalhadores. Foi no desenvolvimento desta luta, que sob a iniciativa da C.T. foi criada uma Comissão de Quadros que embora represente uma camada de trabalhadores com características especiais, o certo é que a sua criação e posterior actividade obstaram a que o Governo e a Administração fizessem um ataque profundo aos interesses dos trabalhadores dos TLP no seu conjunto.

ACT/TLP
Neste último ano a C.T. teve um certo papel na luta pela imposição do nosso A.C.T. de 1977, assim como tem e terá um papel importante na defesa dos benefícios que ele trouxe.

Controlo Operário-Conselho Operário Congresso das Telecomunicações
Deram-se alguns passos no desenvolvimento do Conselho Operário dos TLP, que todavia não atingiu, ainda, um maior reforço, precisamente devido a que as condições da luta de classes no nosso país ainda não o permitiram.
O Controlo Operário (como sempre dissemos) não se poderá fazer unicamente nos TLP, mas passa pela movimentação geral dos trabalhadores do Sector das Telecomunicações e mesmo de todo o país.
No entanto, deram-se alguns passos na preparação do Congresso das Telecomunicações, estando aprovado o respectivo regulamento que se tornará definitivo no III Encontro dos Trabalhadores das Telecomunicações.
A C.T. tem sido o principal activista no seio do Secretariado Provisório do Congresso, na realização deste Congresso, mas nos últimos meses por razoes de vária ordem, nas reuniões que convocamos tem comparecido apenas 1 CT ou 1 Sindicato das empresas do Sector.

Cooperativa CTT/TLP
Neste ultimo ano, tentamos avançar na criação da cooperativa CTT/TLP, mas a Administração tem-se recusado a ceder-nos auxílio financeiro para a mesma embora o tivesse prometido.
No mês de Junho de 1970, o Administrador Almeida Viana comprometeu-se a ceder-nos instalação e um subsídio.
A C.T. e o Grupo Dinamizador dos CTT estão neste momento a estudar a proposta.

Persistir na luta e na aplicação do nosso programa
A C.T. continua disposta a persistir na defesa dos interesses dos trabalhadores dos TLP e a enquadrar-se na luta mais geral dos trabalhadores portugueses.
No entanto, sabemos que o caminho a percorrer tem bastantes dificuldades, como é inevitável, pois os inimigos irão continuar a tentar fazer-nos vergar.
Nos confiamos nos trabalhadores dos TLP e sabemos que estes não estão dispostos a ceder as suas conquistas nem a deixar-se iludir pela demagogia da classe dominante e dos seus agentes infiltrados no nosso seio.
Aliás, a CT só poderá fazer frente a todas as dificuldades, se ela mesmo mobilizar os trabalhadores para a luta, porque são os trabalhadores no seu conjunto, dado que aplicando uma linha de actuação correcta, a maior e mais forte força da sociedade.
A CT neste 3º aniversário da sua actividade, continua a dizer claramente aos trabalhadores que representa - ESTAMOS DISPOSTOS A CONTINUAR A DEFENDER INTRANSIGENTEMENTE OS INTERESSES IMEDIATOS E MAIS PROFUNDOS DOS TRABALHADORES, LUTANDO CONTRA TUDO E TODOS OS INIMIGOS DOS TRABALHADORES.

Pela luta pela unidade pela vitória!
VIVA O 3º ANIVERSÁRIO DA C.T.!

Comissão Trabalhadores TLP - Lisboa




Sem comentários:

Enviar um comentário