terça-feira, 10 de julho de 2018

1978-07-10 - Paginas Vermelhas Nº 03 - PC(ml)P


Para ver todo o documento clik AQUI
EDITORIAL
AGARRAR FIRMEMENTE A PRINCIPAL

Uma nova fase da nossa luta se abre! O nosso Comité Central, na sua recente III Reunião Plenária, programou em detalhe a conclusão dos trabalhos do VI Congresso Nacional do Partido Comunista. Foi uma histórica decisão, que mais uma vez martela no espírito anti-partido, no revisionismo e no social-chauvinismo.
A partir de agora e até conclusão dos trabalhos do VI Congresso, vamos estar empenhados a fundo nesta TAREFA PRINCIPAL, sendo nela que vamos dedicar os nossos maiores esforços, mesmo em prejuízo de qualquer outro trabalho político. Todas as outras batalhas, mesmo ao nível externo e de organização, deverão ser relegadas para segundo plano.

O período que vamos iniciar é de profundo debate político e ideológico, à volta do qual se vai tratar da estratégia e táctica da nossa Revolução. Não poderia pois, um debate destes ser relegado para segundo plano, sem o prejuízo de vermos prejudicado o futuro da Revolução em Portugal. Muito trabalho se vai ressentir, ao nível político e de organização nomeadamente.
Mas qual a condição indispensável, para que o nosso trabalho político, ideológico e de organização, de os seus devidos frutos? O camarada Estaline indicou no 17º Congresso do PCUS:
"depois duma linha justa, duma correcta solução dos problemas ter sido apresentada, o êxito depende do trabalho de Organização".
Nada mais justo do que este ensinamento que o camarada Estaline nos legou! O camarada Estaline fala em "depois duma linha justa". Muitos camaradas dirão: então a nossa linha não ê justa? Claro que sim! Mas a nossa linha ainda não está profundamente elaborada; há muitas questões ligadas à estratégia e táctica da Revolução, às quais o nosso Partido ainda não deu resposta. O Programa do nosso Partido está por elaborar, o VI Congresso está por concluir.
O camarada Estaline fala-nos em "depois duma correcta solução dos problemas ter sido apresentada". Efectivamente, a questão determinante para que o trabalho avance ao nível de Organização, é dar resposta às grandes questões políticas actuais. Como pode o Partido implantar-se, ou pelo menos ter influência na zona da reforma agrária, se ainda não demos uma resposta concreta e profunda a esta questão? Quem fala da reforma agrária, fala de muitas outras questões, às quais urge dar resposta.
Se mais não fosse, estes dois aspectos - elaborar o Programa e concluir o Congresso, e dar resposta às principais questões da táctica actual - justificariam plenamente, o facto de a nossa tarefa principal do momento, ser o trabalho político de definição e/ou aprofundamento da estratégia e táctica da Revolução.
Tudo isto vem a propósito de alguns camaradas acharem que se deve dar actualmente preponderância ao trabalho de Organização, concluindo que a maior ou menor implantação do Partido, será resolvida com o reforço do trabalho de Organização. Estes camaradas estão enganados! Dizemos mesmo que, - e aplicando o ensinamento do camarada Estaline -, o trabalho de Organização não e nada determinante, se primeiramente não dermos profunda resposta às questões de linha política e ideológica. Como disse o camarada Mao Zedong
"a edificação e bolchevização do Partido, está estreitamente ligada à sua linha política e ideológica, à maneira, justa ou errada, de se dar resposta às questões colocadas pela Revolução".
Hoje há que dar resposta às questões políticas e ideológicas, mesmo que isso amenize o trabalho de Organização.
Mas, quererá isto dizer que vamos abandonar o trabalho de Organização. Que vamos esquecer os erros e deficiências neste domínio? Claro que não! Iremos batalhando para corrigir os erros; superar as deficiências e avançar lá onde de imediato for possível. E isto por uma questão bem capital: quanto mais o Partido se bolcheviza, melhor preparado estará para elaborar a sua linha e dar resposta aos problemas que nos coloca a Revolução. Dar resposta às questões de edificação do Partido - do seu desenvolvimento, da sua consolidação, da sua bolchevização, é tarefa que - mesmo secundária actualmente, não pode ser esquecida. É assim que, ao nível de todo o Partido, devemos tomar como central o trabalho político e ideológico, sem menosprezar o trabalho de Organização. Como disse o camarada Mao Zedong:
"compreender estas três questões e as suas relações mútuas, é poder dar uma direcção correcta à Revolução".



Sem comentários:

Enviar um comentário