quinta-feira, 21 de junho de 2018

1978-06-21 - O fascismo aí está outra vez - PRP-BR


O fascismo aí está outra vez

1. A vaga repressiva que ontem se abateu sobre dezenas de militantes anti-fascistas, entre os quais Isabel do Carmo e Carlos Antunes, destacados diligentes do PRP, é exemplo claro de como a aliança dos reaccionários Soares-Freitas do Amaral, com o beneplácito do Presidente da República e a mando do imperialismo, pretende acabar com as conquistas dos trabalhadores e anti-fascistas e reconduzir o povo português a condições de exploração e opressão idênticas às que se viviam em Portugal antes do 25 de Abril.
2.  A prisão e espancamento de anti-fascistas (para quando os resultantes públicos do inquérito à PJ do Porto?), o assalto a casas e sedes de militantes de esquerda, insere-se no mesmo quadro que permite o regresso do fascista Tomas, o desemprego, a repressão e a fome para milhares de trabalhadores, em que as várias polícias (PJ, PSP, GNR) assumem o papel da ex-Pide/DGS e retomam na íntegra a sua já velha tradição de protecção a capitalistas e reaccionários e de repressão e assassinato de trabalhadores e anti-fascistas. O assassinato de José Jorge Morais e posterior prisão e espancamento de militantes da UDP são disso um exemplo bem recente.
3. A Direcção do PRP repudia as calúnias lançadas contra os seus militantes por parte do poder reaccionário de Soares-Freitas do Amaral, protesta energicamente contra a repressão que atinge trabalhadores e anti-fascistas, exige a libertação dos presos e faz um apelo à solidariedade aos trabalhadores e revolucionários, na certeza de que os crimes que a burguesia e seus lacaios vêm cometendo não ficarão impunes.

Liberdade para Isabel do Carmo e Carlos Antunes
Liberdade para todos os presos anti-fascistas
Morte ao fascismo e a quem o apoiar
Em frente pela Revolução Socialista

Lisboa 21/6/78                  
Direcção do PRP

Sem comentários:

Enviar um comentário