quinta-feira, 14 de junho de 2018

1978-06-14 - AOS CONSELHOS DIRECTIVOS - Sindicato Prof. Zona Norte


SINDICATO DOS PROFESSORES DA ZONA NORTE RUA D. JOÃO IV, 610 - T. 563527/564178 - PORTO

AOS CONSELHOS DIRECTIVOS

COLEGAS:
A Assembleia Geral do dia 13 confirmou a deliberação da classe de não realizar a avaliação final "enquanto o MEC não apresentar, em reuniões de trabalho, as contrapropostas a que se comprometeu no dia 2 de Março e que tenham em conta as propostas dos professores".
Esta recusa a avaliação realizar-se-á utilizando a greve a partir do dia 19.
Porque os Conselhos Directivos são constituídos por professores, porque a luta agora empreendida é de todos os professores, vimos apelar para a vossa integral solidariedade.
Só unidos podemos defender os direitos que são nossos, a Escola de que somos o motor.
Se vos surgirem quaisquer dúvidas os nossos serviços estão à vossa disposição.
Seria lamentável, e teríamos a penosa obrigação de o denunciar, que se criassem dificuldades ao exercício de um direito constitucional.
Para que não possa haver dúvidas recordamos que o despacho 112/78, que considerou de "carácter urgente" qualquer serviço de exames, nada tem a ver com o exercício do direito à greve cujo regime exige apenas que sejam assegurados os serviços mínimos indispensáveis a satisfação de necessidades impreteríveis. Ora o serviço de exames, pela sua natureza, pode ser adiado sem prejuízo irremediável para as necessidades que satisfaz.
A Direcção do Sindicato espera, ainda, que os colegas não marquem reuniões de avaliação com anterioridade às datas previstas pelo MEC.
Confiando na disposição comum de lutar por uma profissão dignificada, por uma Escola ao serviço de todos os portugueses, contamos convosco para lutar até VENCER.

Saudações Sindicais
A DIRECÇÃO

Porto, 14 de Junho/978.


Sem comentários:

Enviar um comentário