domingo, 10 de junho de 2018

1978-06-10 - José Jorge assassinado pela PSP e pelo fascismo - UJCR



José Jorge assassinado pela PSP pelo fascismo

Morreu o estudante de Medicina José Jorge dos Santos Morais de 18 anos de idade, membro da UJCR e activista da UDP, assassinado pela polícia quando protestava contra a realização de uma manifestação fascista comemorativa do 10 de Junho.
No Largo de Camões em Lisboa, onde cerca de duzentos nazis procuravam comemorar o 10 de Junho, revivendo o tempo onde Tomás e seus acólitos gastavam rios de dinheiro em festas onde se comemorava a morte de milhares de jovens na criminosa guerra colonial, e assim provocar o 25 de Abril, graves incidentes ocorreram.

Os fascistas, entre os quais se encontravam pides armados, face à reacção dos populares que protestavam contra esta provocação, carregavam com matracas e disparando criminosamente tiros de pistolas. Não chegando esta actuação para impedir o protesto popular vão pedir ajuda à polícia que provocatoriamente protege os nazis e ataca com tiros de G-3, perseguindo grupos de populares.
É nessa altura que é atingido mortalmente o nosso camarada José Jorge e ferido com gravidade Jorge Falcato Simões, professor e membro da UDP.
No final os fascistas manifestam-se até aos Restauradores fazendo a saudação nazi, sempre protegidos pela polícia.
É assim que os fascistas, encorajados com a autorização do regresso de Tomás, procuram levantar mais alto a cabeça. E para tal recebem a ajuda da polícia e das autoridades que dão autorização para se celebrarem manifestações nazis, contra o que vem consignado na Constituição. Mas o povo português não deixará impune mais este crime.
Quando faz um ano sobre o assassinato do nosso camarada Luís Caracol, mais um jovem comunista deu a sua vida no combate frontal ao fascismo. O seu exemplo, como o de tantos heróis do povo guiar-nos-á na luta intransigente pela liberdade e contra o fascismo.
O seu exemplo é revolta, é força imensa, é uma bandeira vermelha, é um grito: O FASCISMO NÃO PASSARÁ!
O Secretariado do Conselho Nacional da União da Juventude Comunista Revolucionária apela a todos os antifascistas e democratas, aos jovens e mulheres, a todos os que não querem ver de novo a besta fascista dominar a nossa pátria; manifestemo-nos no funeral do camarada José Jorge, contra a impunidade dos fascistas e a arbitrariedade dos polícias, contra as provocações fascistas e pela Liberdade.
Jovens operários, camponeses, trabalhadores e estudantes!
Antifascistas e democratas!
Transformemos a nossa dor e revolta na força imensa que há-de esmagar para sempre o fascismo.

TODOS AO FUNERAL DO CAMARADA JOSÉ JORGE!
JOSÉ JORGE ASSASSINADO PELA PSP E PELO FASCISMO!
JOSÉ JORGE SERÁ VINGADO, O FASCISMO NÃO PASSARÁ!
PUNIÇÃO EXEMPLAR DOS ASSASSINOS DE JOSÉ JORGE!
DISSOLUÇÃO IMEDIATA DOS BANDOS NAZIS!

Lisboa, 10 de Junho de 1978
O Secretariado do Conselho Nacional da União da Juventude Comunista Revolucionária UJCR



Sem comentários:

Enviar um comentário