sexta-feira, 25 de maio de 2018

1978-05-25 - PROGRAMA 2.° ACAMPAMENTO NACIONAL - MDP-CDE


PROGRAMA
2.° ACAMPAMENTO NACIONAL
MDP/CDE

UCP - PINGALIM - CORUCHE
25-26-27-28-MAIO-78

5ª FEIRA - 25 MAIO
12 hor. - Abertura do Acampamento, das exposições, tendas de venda das Bases e quermesse.
16 hor. - Colóquio sob o tema:
"A Reforma Agrária - sua im­portância na vida nacional” com Blasco Hugo Fernandes e um especialista da R.D.A.
21 hor. - Projecção dos seguintes filmes cubanos em 35 mm.:
“História de Uma Batalha” e “Memórias do Subdesenvolvimento”.
A organização política da democracia socialista respeitará todas as liberdades individuais a liberdade de expressão, de circulação, religiosa, livre escolha de profissão e local de trabalho, liberdade de opção pelo sistema de educação desejada, de associação - desde que exercidas sem apologia de vidência, exploração ou restrição de liberdade.
6ª FEIRA - 26 MAIO
10 hor. - Prova desportiva infantil.
16 hor. - Sessão cultural infantil com intervenção de palhaços e participação das crianças.
Colóquio sob o tema:
"O Distrito de Santarém na resistência antifascista” coordenado por Bernardo Santareno, com leitura de textos de vários autores ribatejanos.
21 hor. - Canto livre - Fogo de campo, participação artística das várias Bases do M.D.P.
O MDP reconhece o papel determinante da classe operária na construção do socialismo; também necessários e interessados nessa tarefa outros extractos sociais - quadros, trabalhadores de serviços, da função pública, intelectuais, pequenos e médios comerciantes, industriais e agricultores - têm de participar através de organizações que exprimam os seus interesses.

SÁBADO - 27 MAIO
10 hor. - Provas desportivas para adultos — corta-mato e pesca.
Concurso de pinturas infantis - júri constituído por crianças.
16 hor. - Debate sobre o tema:
“O MDP e o Congresso", com abertura de José Manuel Tengarrinha.
18 hor. - Venda de livros e discos - presença de autores que autografarão as suas obras.
21,50 h. - Canto livre - presença de artistas convidados.
Bailarico Saloio com o conjunto “Niger”.
Uma das realidades mais vivas e positivas do nosso País é o movimento social unitário que, sobretudo a partir de princípios de 1976, tem vindo continuamente a estruturar-se e a tomar consciência do seu papel.

DOMINGO - 28 MAIO
     10 hor. - Visita a Unidades Colectivas de Produção.
     Venda de produtos da Reforma Agrá­ria.
     11 hor. - Teatro infantil - peça de autor cubano “Mel Amargo ou Ladrão de Colmeias” pelo G.A.T.A. de Alpiarça.
     Distribuição de prémios desportivos e culturais.
     Venda de livros e discos com a presença de autores.
     15 hor. - Exibição de um Grupo Coral Alentejano.
     17 hor. - Encerramento do Acampamento.
     A intervenção do MDP/CDE na vida nacional está condicionada pela participação dos nossos militantes e simpatizantes pois se trata dum Partido com uma base social bem democrática e bem portuguesa, cuja influência está longe de ser expressa por resultados eleitorais ou número de militantes.
     O MDP/CDE tem, como objectivo imediato, a luta pela consolidação da democracia a caminho da sociedade socialista.
     O MDP/CDE considera que esta democracia avançada exige uma larga e constante participação das camadas populares em todos os níveis do poder, através dos partidos políticos, do poder local e das organizações populares de base. A genuinidade do poder político tem de decorrer de processos eleitorais que permitam expressar a vontade popular.
     A passagem pacífica para o socialismo só é possível se largas camadas populares se mobilizarem em torno dos ideais da nossa sociedade.
     Em Portugal a passagem pacífica para o socialismo é possível por duas razões principais:
     - pelas transformações económicas e sociais produzidas pela revolução;
     - pelo imperativo constitucional de ser assegurada a transição para o socialismo.
     Pela defesa da Constituição!
     Pela consolidação da Democracia!
     Pela construção do Socialismo!

GRANDE FESTA DA UNIDADE
INSCREVE-TE JÁ!...
PARTICIPA




Sem comentários:

Enviar um comentário