quarta-feira, 11 de abril de 2018

1978-04-11 - DE PÉ CONTRA O GOVERNO E DIREITA - UDP


DE PÉ CONTRA O GOVERNO E DIREITA
DE PÉ CONTRA A MISÉRIA

TRABALHADORES
ANTIFASCISTAS E DEMOCRATAS

A situação actual confirma o que desde sempre dissemos: o governo CDS/PS não poderá nunca trazer algo de bom para o povo.
A situação actual mostra bem a justeza da nossa posição de apoiarmos uma jornada de luta nacional, contra as crescentes ameaças da direita, contra o aumento do custo de vida e os sucessivos ataques às conquistas de Abril, contra a dominação e as chantagens imperialistas. Fazendo o balanço destes meses de governo, temos de concluir que ele é profundamente negativo para os trabalhadores.

- O custo de vida aumenta assustadoramente; é a água, o gaz, a electricidade e os transportes, são os produtos alimentares de lª necessidade, é o cabaz de compras mais pequeno e mais caro,
- São as liberdades democráticas cada vez mais ameaçadas, com Dos bombistas e fascista, a serem protegidos e a aumentarem impunemente a sua actividade, como ainda no passado sábado aconteceu com o bando nazi do chamado MIRN a provocar insolentemente a população de Viana, arrancando cartazes e faixas de organizações antifascistas, derrubando cobardemente pela calada da noite a bandeira da nossa sede, fazendo pinturas provocatórias e desenhando cruzes nazis pela cidade.
Isto tudo, enquanto que antifascistas são perseguidos e afastados de posições importantes do aparelho político-militar.
A UDP nunca esperou nada de bom deste governo. Ele significa o aumento da repressão ao movimento operário e popular, o ataque frontal à Constituição da Republica e às conquistas de Abril.
Perante tal governo a única posição justa é a luta pela sua queda!
As conquistas de Abril estão em perigo!
sustento das nossas famílias está em perigo!
A independência da nossa pátria está em perigo!
É A HORA DE DIZER BASTA!
É hora de reforçarmos a organização e a unidade popular contra o fascismo, contra o aumento de custo de vida.
É hora de nas fábricas e locais de trabalho, nas escolas e nas ruas nos Sindicatos e nas associações manifestarmos o nosso repúdio por estas medidas e organizarmos a nossa resposta.
Há que preparar uma grandiosa jornada de luta, que faça tremer a burguesia, que lhes mostre a força do movimento popular quando organizado. Só assim os poderemos fazer recuar, só assim poderemos caminhar para a imposição de um governo realmente popular que avance nos caminhos de Abril.

NÃO À VIDA DE MISÉRIA
CONTRA O GOVERNO DA DIREITA-UNIDADE E LUTA DOS TRABALHADORES!
EM DEFESA DE ABRIL, PELA LIBERDADE; PELO TRABALHO, PELO PÃO!

Viana do Castelo, 11 de Abril de 1978
Comissão Distrital da UDP



Sem comentários:

Enviar um comentário