quinta-feira, 3 de agosto de 2017

1972-08-03 - morreu a MULHER de DANIEL CABRITA que se encontra preso no Forte de Peniche - Sindicato dos Bancários do Porto

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DO PORTO
Informação 5/72
Porto, 3 de Agosto de 1972

morreu a MULHER de DANIEL CABRITA que se encontra preso no Forte de Peniche

OS SINDICATOS REQUEREM A SUA LIBERTAÇÃO IMEDIATA
Em face da notícia da morte de HELENA RITA, os Corpos Gerentes dos Sindicatos Bancários de Lisboa, Porto e Coimbra, expediram os seguintes telegramas:
"Exmos. Senhores
- Presidente da Republica
- Presidente do Conselho
- Ministro das Corporações
- Ministro do Interior
- Ministro da Justiça

Excelência morreu a esposa do nosso companheiro Daniel Cabrita preso no forte de Peniche stop se a classe bancária se preparava para solicitar libertação condicional daquele seu dirigente sentem as Direcções dos três Sindicatos Bancários neste momento o dever de fazer seu aquele apelo stop a libertarão de Daniel Cabrita seria sempre um acto de justiça stop a sua libertação imediata e nas actuais circunstâncias um dever de humanidade stop Daniel Cabrita tem uma filha de quatro anos.
Corpos Gerentes Sindicatos Bancários Lisboa Coimbra e Porto"
"Exmo. Senhor
Daniel Cabrita
Forte de Peniche
PENICHE
Querido Amigo
Nesta hora dolorosa solidários contigo sofremos mesma dor e amargura ponto teu luto e também de todos trabalhadores ponto
Corpos Gerentes Sindicatos Bancários Lisboa Porto e Coimbra"

SAUDAÇÕES SINDICAIS

Os Corpos Gerentes

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo