domingo, 16 de julho de 2017

1977-07-16 - MOBILIZAR AS FORÇAS PARA A SALVAGUARDA DO "LUTA POPULAR" DURANTE O VERÃO - PCTP/MRPP

MOBILIZAR AS FORÇAS PARA A SALVAGUARDA DO "LUTA POPULAR" DURANTE O VERÃO

Aos camaradas Secretários dos Comités de Concelho, C. Locais, Sectores Profissionais e de todas as células.
O assunto que ora vimos tratar e expor à discussão dos camaradas, surge e reveste-se nesta fase de uma grande importância e acuidade no que se refere à distribuição, venda e pagamento do nosso "Luta Popular". Trata-se da questão do encerramento de algumas fábricas, durante o período de férias. Questão essa que em virtude, da ausência de vários camaradas dos seus locais de trabalho e residência, levanta, caso não seja correctamente interpretada e devidamente solucionada, uma serie de problemas ao nosso Orgãos Central.

Não serão bastante raros os casos em que vários elementos que habitualmente compram o nosso jornal, se farão deslocar para outros pontos do país, o que, necessariamente, implica um esforço por parte da célula para aí fazer chegar o "Luta Popular", pois que estes deverão recebê-lo pelas vias normais.
Deverá, nesta matéria, ser seguido o exemplo correcto de algumas organizações que com a devida antecedência efectuaram as assinaturas de todos os camaradas nessa circunstância e se encarregaram de lhes enviar o seu jornal semanalmente.
Evidentemente que o nosso jornal não dispõe de meios económicos que permitam neutralizar uma situação que poderia vir a ser gerada, caso o pagamento do quantitativo de jornais que sistematicamente se destinam a esses camaradas, não seja assegurado.
Será por conseguinte necessário que todas as células que deparem com este problema, cuidem de garantir eficientemente a venda e pagamento desses jornais.
Na maneira de ver do Departamento, deverão ser aplicadas algumas medidas que permitem correcta e resolutamente solucionar esta questão:
- Cada Comité Local deve-se encarregar de saber quais as fábricas que fe­cham e por quanto tempo;
- Caberá também ao Comité Local a centralização das moradas de todos os camaradas em questão e de seguida proceder ao envio dos jornais, destacando como responsável para este efeito um ou dois camaradas;
- Deverá ainda e principalmente, o pagamento dos jornais ser feito antecipadamente, por intermédio de assinaturas.
À imagem do que no ano passado, por esta altura, foi feito por algumas organizações principalmente no Concelho de Loures, em que os camaradas durante o mês de Julho previram essa realidade, procederam ao respectivo inquérito junto de todas as células e cada uma delas assegurou a feitura de assinaturas e o pagamento antecipado e integral do número de jornais que lhes eram atribuídos à imagem deste exemplo os camaradas não têm tempo a perder e devem de imediato tomar um conjunto de medidas que para além das que o Departamento propõe, possam garantir em moldes normais, a distribuição, venda e pagamento do nosso Órgão Central.
Esse é um assunto que todos os camaradas devem adequadamente tratar.
Essa é uma tarefa a cumprir!
Conjuntamente e em separado, são enviadas 2 tipos de fichas, devendo, depois de preenchidas, a que se destina à assinatura, ser enviada ao Departamento e a outra para uso do Comité Local.

Lisboa, 16 de Julho de 1977

DEPARTAMENTO DO "LUTA POPULAR" DA REGIÃO DE LISBOA

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo