quinta-feira, 13 de julho de 2017

1977-07-13 - UNAMO-NOS PARA A LUTA E, PARA A VITÓRIA! - FEML

UNAMO-NOS PARA A LUTA E, PARA A VITÓRIA!

QUERIDOS CAMARADAS:
Em sua reunião ordinária de 13/7/77, O Comité Local da Zona Oriental analisou e tirou as lições do trabalho realizado até à altura, viu os erros e as vitórias alcançadas e traçou o PLANO DE ACÇÃO, tendo por base o PLANO DE ACÇÃO do III Plenum de 10 e 11 de Julho do Comité Estrela Vermelha-Ribeiro Santos.
A Reunião do Comité Local considera que houve dois erros essenciais no trabalho realizado:
1º. Afrouxamento da direcção política do Comité Local sobre os quadros e as células.
2º. Desmobilização de alguns quadros das células devido a que os quadros de direcção não lhe apresentaram as directivas para o trabalho.

Situação essa que se superou e que vem consubstanciada no plano que a seguir se exporá saído da reunião do Comité Local, da Zona Oriental.
O Comité Local considerou que o plano do Comité Estrela Vermelha-Ribeiro Santos está justo, correcto, que aponta aos quadros as perspectivas para a luta neste período de férias escolares, e aprovou-o, passando a traçar o seu próprio plano de acção.
1 - O Comité Local considerou que no sentido de promover um movimento de balanço, de crítica e auto-crítica e de execução dos planos por célula, de traçar as orientações para a actividade das células, adoptou as seguintes medidas políticas:
1. Marcar Reuniões de todas as células alargadas aos aderentes, com o objectivo de fazer o balanço do ano lectivo e traçar o plano de actividade.
Reunião da célula do D. Dinis - Dia 22 16H Sede dos Olivais
           "     “         “     “   D. Pedro V - " 22 10H   "   da FEM-L
      "    "         "      "   Portela -        " 28 15H  Escola
           "     “         “     “   D. Leonor -   " 20 15H Sede da FEM-L
2. Entrega de todos os relatórios até ao fim do mês, de toda a actividade das células durante o ano lectivo.
3. O Secretariado do Comité Local participará em todas as reuniões além de que o C. Permanente do Comité Regional irá participar em algumas.
4. Formar a célula do Liceu P.A. Vieira na próxima semana, com a realização, da sua 1ª reunião.
2 - O Comité Local, considerou que para Ousar ser a direcção era necessário aplicar a Resolução do C. Permanente do Comité Central da FEM-L sobre "a situação actual da luta dos estudantes", questão essa que não foi ainda compreendida, devido a que nada ou quase nada foi feito pela sua aplicação e levar a nossa táctica às massas.
Achou o Comité Local tomar as seguintes medidas:
1. Fazer comunicados por célula: D. Dinis, D. Pedro V, PAV, D. Leonor.
2. Realizar Reuniões de Estudantes em 2 Liceus: D. Dinis e D. Leonor
3. Divulgar a nossa proposta às massas através de cartazes e dos próprios comunicados. Distribuir toda a propaganda central.
3 - O Comité Local apelou para que no capítulo das jornadas Desportivas Verão-77, se formassem equipas nas diversas escolas, nomeadamente levar a prática o Plano do Comité Local quanto a esta questão. Cumprir o objectivo de fundos e distribuir toda a propaganda central divulgando as jornadas desportivas.
4 - O Comité Local, considerou a importância fundamental que tem para a nossa Federação SERVIR O POVO ONDE QUER QUE ESTEJAMOS, para aprender e aplicar os ensinamentos a nossa actividade política de comunistas.
O Comité Local considerou ser este o campo de actividade, com mais vastas perspectivas de luta e de trabalho, findo o qual adoptou um conjunto de medidas políticas:
1. Marcar a data da 1ª Campanha descriminada no Plano do Comité Local "PCTP o Partido do Povo dos Bairros Pobres” desde o dia 28 de Julho até ao dia 3 de Agosto, nos principais Bairros: Chelas, Olivais, Horta Nova e Alvalade.
2. Criar, para dirigir esta campanha uma Comissão para a Campanha composta pelos seguintes camaradas: André-Secretário, Sampaio D. Pedro V, 1 cama­rada do D. Dinis, 1 camarada do D. Leonor e o camarada zé dos Olivais.
3. Elaborar Planos de acção para as colectividades populares da Zona Oriental, em que ficaram encarregues de estudar e de apresentar um plano na próxima reunião do Comité Local nas seguintes colectividades: Chelas, C.D. e Cultura dos Olivais, G.E. os Económicos, A.C. de Alvalade, Carnide e Horta Nova.
4. Desenvolver a iniciativa de voltar a levantar o Grupo de Alfabetização no Bairro da Horta Nova e estudar a possibilidade em Cheias.
Toda esta acção, é conjugada com os camaradas do partido nesses bairros e nessas Zonas e devem contar com o apoio directo as iniciativas, do Partido nesses bairros.
5 - O Comité Local, achou que para levar à prática as TESES SOBRE A IMPRENSA DO PARTIDO SE devia fazer um balanço do nosso trabalho e dos erros que se cometeram durante a última semana findo o qual tomou as seguintes medidas:
1. Continuar a organizar as redes nas escolas.
2. Intensificar a correspondência para o órgão central.
3. Fazer a venda militante nos respectivos locais.
4. Pagar até dia 18 as dívida:
5. Marcar como objectivo da campanha das Assinaturas Trimestrais de 15.
6. Concentrar as forças do Comité Local e forjar o espírito de Partido apoiando as células mais avançadas as mais atrasadas.
6 - O Convite Local, achou, que no sentido de nos tornarmos a BRIGADA DE CHOQUE DE AGITAÇÃO E PROPAGANDA DO PARTIDO, nos bairros e nas zonas limítrofes das escolas, nos locais de maior concentração das massas populares, correcto tomar as seguintes medidas:
1. Cumprir o plano que se tinha aprovado no Comité Regional de pelo menos 2 vezes por semana colar Murais nos locais de venda militante e perto da escola.
2. Divulgar o Luta Popular através de Placards e Murais contendo os principais artigos da semana.
3. Dar mais apoio à venda militante e a propaganda no dia da saída do Luta Popular.
4. Realizar bancas, aquando da venda militante nos principais bairros, e locais designados.
7 - O Comité Local, achou que no sentido de promover e LEVAR À PRATICA JORNADAS CULTURAIS, que elas se deveriam realizar através dos Clubes de Bairros e ai conjuntamente com o Departamento dos Pioneiros Vermelhos, planear as Jornadas Desportivas e Culturais. Os Planos focados no ponto IV devem tratar como principal esta questão.
8 - O Comité Local, considerou ter uma importância fundamental, continuar a campanha de adesão entre o Povo e a Juventude dos Bairros e tomou as seguintes medidas:
1. Cumprir o objectivo ate ao fim do mês de Julho.
2. Elaborar uma carta aos aderentes que os mobilize para o trabalho das células e os convoque para essas reuniões.
9 - O Comité Local, marcou o seu objectivo para a campanha dos 50 contos que ficará a ser de 2.250$00 até ao fim do mês de Julho.


APROVADO NA REUNIÃO DO COMITÉ LOCAL DA ZONA ORIENTAL EM 13/7/77

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo