segunda-feira, 10 de julho de 2017

1972-07-10 - Vírgula - CP-A FLL - Movimento Estudantil

VÍRGULA
BOLETIM DA SECÇÃO DE INFORMAÇÃO E PROPAGANDA COMISSÃO PRÓ-ASSOCIAÇÃO DA FACULDADE DE LETRAS DE LISBOA

VIVA A LUTA DOS ESTUDANTES DO TÉCNICO!

Os estudantes do Técnico realizaram hoje, 10 de Julho, o primeiro dia de boicote aos exames, decisão votada por mais de 1200 estudantes em R.G.A, pela reabertura da sua Associação e pela satisfação das suas reivindicações pedagógicas.
O aparato policial em volta do Instituto Superiora Técnico, que se manteve ontem permanentemente desde as 22 horas, chamou a atenção da população; centenas de pessoas que passaram pela zona do Instituto, demonstraram em muitos casos, em voz alta o seu repúdio pela presença da polícia, o seu apoio à luta dos estudantes.

Durante este primeiro dia de greve a exames apenas um estudante se apresentou às "autoridades" para fazer exame, furando a decisão de todos os colegas. Esse estudante" - o Quintas - é o director da Cantina da Faculdade de Ciências e fez parte da antiga Comissão Administrativa (anti-associativa) da Associação de Estudantes de Ciências.
Os estudantes do I.S.T. souberam levar avante a sua decisão, não se deixando intimidar pela repressão e pelas manobras dilatatorias ministeriais, demonstrando assim a sua firme vontade e audaciosa combatividade na DEFESA DA SUA ASSOCIAÇÃO!
Os estudantes do IST, neste momento em luta, defendem não só os seus interesses como também os interesses de todos os estudantes de Lisboa, de todos os estudantes portugueses, o dão um exemplo a todos os estudantes da luta a desenvolver contra a ofensiva repressiva e pela reabertura de todas as AAEEs encerradas.
Assim o compreenderam também os estudantes e as Direcções das AAEE de Engenharia, Liceus e Medicina do Porto e da Comissão Associativa da Associação Académica de Coimbra na sua saudação conjunta aos estudantes do Técnico no seu primeira dia de GREVE AOS EXAMES, que tom por nome "PELA UNIDADE DOS ESTUDANTES PORTUGUESES”.
Assim o devem compreender os estudantes de Letras que neste momento se solidarizam com os estudantes do IST e adoptarão, apesar da altura do ano, todas as formas do apoio concreto que lhes forem possíveis; mas esse apoio não pode ficar por aqui e deve ser dado, sobretudo, levando na prática a sua luta, pela reabertura da sua C.P.A, pela unidade, defesa e reforço do Movimento associativo (tarefa urgente e fundamental a realizar desde o princípio do novo ano lectivo, enriquecida pela experiência dos estudantes do Técnico e de Económicas)!
VIVA A LUTA DOS ESTUDANTES DO TEÓRICO!
FRATERNAIS SAUDAÇÕES ACADÉMICAS

A DIRECÇÃO DA C.P.A. de LETRAS!
Lxª 10 Julho de 1972


Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo