domingo, 25 de junho de 2017

1977-06-25 - HOMENAGEM A BENTO DE JESUS CARAÇA - PCP

HOMENAGEM A BENTO DE JESUS CARAÇA

AOS TRABALHADORES DAS OGMA

A 25 de Junho de 1948, a cultura portuguesa e a resistência anti-fascista perdiam uma das suas maiores figuras: BENTO DE JESUS CARAÇA.
Matemático, professor, investigador, pedagogo, ensaísta, impulsionador da cultura popular, mestre da juventude, Bento de Jesus Ca­raça marcou, com a sua obra e a sua actividade, a cultura nacional, constituindo um exemplo para o desenvolvimento da consciência cívica e democrática de muitos jovens e cidadãos.

Afastado por Salazar da Universidade, onde foi ilustre pedagogo e homem de ciência, Bento de Jesus Caraça participou activamente na luta pela liberdade, tendo sido um dos fundadores do MUNAF Movimento de Unidade Nacional Anti-fascista, que ainda na clandestinidade, gerou o MUD, Movimento de Unidade Democrática, poderoso movimento popular, que constituiu um dos pontos altos da resistência e abalou o regime de Salazar.
Símbolo da resistência e da cultura entendida como "cultura integral", promotora da libertação do homem em todos os planos o espírito humanista de Bento de Jesus Caraça constitui um exemplo para as novas gerações.
Honrar a memória de Bento de Jesus Caraça é um dever democrático e patriótico de todos aqueles por quem a sua vida e a sua obra continuam a ser um exemplo e uma fonte  de inspiração.
Neste momento em que os nostálgicos do passado sonham com um regresso ao 24 de Abril, a homenagem a Bento de Jesus Caraça tem também, o significado político de defesa do espírito do 25 de Abril e das conquistas democráticas do povo Português consagradas na Constituição da República.
É ainda uma homenagem a resistência, cujo espírito se torna necessário reavivar e transmitir às nova gerações, para que também elas saibam tomar nas suas mãos a luta pelos ideais humanistas e democráticos porque sempre pugnou Bento e Jesus Caraça.

Evocando a figura deste grande lutador anti-fascista a Comissão Promotora da Homenagem ao professor Bento de Jesus Caraça, formada por resistentes anti-fascistas que lutaram lado a lado com o democrata ora invocado divulgou já o programa da homenagem. Assim realizar-se-à hoje pelas 18:00 horas uma concentração junto à casa onde viveu e morreu o cientista, na rua Almeida e Sousa, 63 em Campo de Ourique, onde será descerrada uma lapide.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo