domingo, 18 de junho de 2017

1977-06-18 - SINDICATO OPERÁRIO DAS INDÚSTRIAS QUÍMICAS DO NORTE

SINDICATO OPERÁRIO DAS INDÚSTRIAS QUÍMICAS DO NORTE

MOÇÃO
Todos os trabalhadores têm vindo a sentir os efeitos da carestia de vida, com a subida galopante dos preços que nem o famigerado cabaz de compras contribuiu para diminuir as dificuldades.
Os operários químicos sentem também na carne os efeitos dessa carestia, para a qual tem contribuído o congelamento da contratação - o nosso contrato está em vigor desde 3/3/75 - é o decreto 49/A-77 que limita a 15% o acréscimo de salário, insuficiente para fazer face ao aumento dos preços e são ainda os despedimentos - caso COTESI - que ainda mais agravam a situação de muitos outros operários químicos e suas famílias, a semelhança do que tem acontecido em muitas empresas intervencionadas, e com os quais todos os químicos devem ser solidários na sua luta.

Os operários químicos tem motivos de sobra para se levantarem contra este tipo de política, lesiva dos seus interesses e comprometedora das conquistas alcançadas com a Revolução e que em nada auxilia a consolidação da democracia, e contra a qual lutarão.
A grande jornada de dia 22/6 é uma jornada de luta que contribuirá para fazer frente a esta política, na qual os operários químicos mostrarão a sua força, a sua união e a sua capacidade de luta, com a sua participação maciça.

Contra o aumento do custo de vida
Revogação do decreto dos 15%
Contra a entrega das empresas intervencionadas
Pela reforma agraria
Pela consolidação da Democracia


Moção aprovada em 16/6/77, por Delegados Sindicais

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo