terça-feira, 6 de junho de 2017

1977-06-06 - LIBERTAÇÃO IMEDIATA! - Rui Gomes

RUI GOMES É UM PRESO POLÍTICO ANTIFASCISTA! (9º dia de greve da fome)
LIBERTAÇÃO IMEDIATA!

RUI GOMES, estudante antifascista de longa data, ex-dirigente estudantil de antes do 25 do Abril, anti-colonialista o anti-imperialista perseguido pela PIDE e impedido de estudar no tempo de ditadura fascista, encontra-se preso em caxias há já 20 meses e sem culpa formada.
Enquanto se agitam as palavras da democracia e da liberdade, enquanto a Rádio e a 17 não se cansam de falar diariamente nos direitos do Homem, mantém-se na prisão este valoroso anti-fascista, cujo único crime foi ter-se colocado à frente da juventude no apoio a luta dos deficientes das Forças Armadas, onde foi ferido a tiro pelos comandos de Jaime Neves, tendo que receber socorros no Hospital, onde foi preso no dia 28 de Setembro de 1975.
A prisão de Rui Gomes é uma prisão arbitrária e provocatória à consciência a todos os homens, mulheres e jovens que aspiram à liberdade e ao progresso, por isso ela tem desencadeado na opinião pública nacional e internacional uma grande anda de repulsa e indignação.
RUI GOMES afirma numa das suas cartas?
"Chegou a hora de não permitir novos expedientes para protelar a minha libertação. Mais vale morrer lutando do que viver esperando. A partir de 28 de Maio dia em que se completam 20 meses de prisão, entro em greve da fome ilimitada. Endosso desde já as responsabilidades do que me vier a acontecer aos órgãos de soberania a quem cabe resolver a minha situação”.
RUI GOMES está em greve da Fome como forma de mostrar às autoridades deste país que não está disposto a ficar mais tempo privado da Liberdade. Não são 20 meses de prisão arbitrária e sem culpa formada, que fazem vergar um combatente anti­fascista que nunca vergou aos esbirros e à repressão fascista.
A sua causa é já hoje a de milhares e milhares de democratas que por todo o país e no estrangeiro, denunciam esta escandalosa violação dos direitos do Homem, das mais elementares liberdades, este ataque ao 25 de Abril. A visita do Juiz Louis Jonet da Federação Internacional dos Direitos do Homem, as inúmeras moções aprovadas em plenários sindicais, reuniões Gerais de Trabalhadores, nas Escolas, nos Bairros e recentemente, no Encontro Nacional das Direcções Associativas e na Manifestação estudantil de dia 26 em Lisboa, são a prova de que este movimento pela Libertação de RUI GOMES cresce e aumenta dia a dia. O eco desta campanha atingiu já quase toda a imprensa diária e entrou na Assembleia da Republica, onde foi aprovado por unanimidade um voto de protesto.
Manter na prisão um estudante pela única razão de ser antifascista comprovando, ao mesmo tempo que os serventuários do fascismo, PIDEs e responsáveis do anterior regime, e os bombistas, saudosos do passado, são alvo da benevolência criminosa das autoridades judiciais, ao mesmo tempo que os saneados voltam às empresas e às escolas, ao mesmo tempo que se empreende a recuperação capitalista e agrária, é tomar claramente partido contra a democracia e alinhar nas forças que tramam o regresso ao passado.
Se bem que RUI GOMES mantenha um elevado moral e espírito combativo, o seu médico assistente frisou, em conferência de imprensa realizada no dia 1 de Junho que o facto de há cinco dias para cá só ingerir água e uma solução de cloreto de sódio e de potássio trará inevitavelmente perigosas consequências, sobretudo a partir do sétimo dia de greve, RUI GOMES perdeu até agora 4 kilos, cerca de 1 kilo por dia, situação que dado o facto de ser um hipertenso poderá agravar-se rapidamente com graves prejuízos cardíacos.
Na mesma conferência de imprensa, um dos seus advogados, começando por se referir ao carácter inconstitucional do diploma que serve de base à detenção de RUI GOMES, deu a conhecer o estado em que se encontra o processo elaborado pela Polícia Judiciária Militar e que só agora pode ser consultado pela defesa apesar dos protestos que diariamente são enviadas à Presidência da Republica o ao Conselho da Revolução, a situação de detenção não se alterou, tendo o Supremo Tribunal Militar indeferido o requerimento apresentado pela defesa em que se pedia a revogação do despacho exarado pelo juiz instrutor.
Foi ainda informado na mesma conferência por um elemento da Comissão de Luta que em breve serão entregues ao Conselho da Revolução as mais de 20 000 assinaturas que até hoje foram recolhidas e que condenam a prisão de um antifascista enquanto que diariamente os tribunais libertam PIDEs e Bufos.
Trabalhadores das OGMA:
ALARGUEMOS A CAMPANHA PELA LIBERTAÇÃO DE RUI GOMES
Neste momento em que Rui Gomes radicaliza a sua forma de luta, atingindo já o 9º dia de greve da Fome, tomasse ainda mais importante a tomada de posição de todos os sinceros anti-fascistas e democratas, de todos os que amam a liberdade, porque dela depende a libertação, de RUI GOMES.
Exijamos à nossa CT que tome posição, pois já até a nível internacional foi tomada posição, em comícios, por associações de estudantes e personalidades na Europa, África e América Latina.
Sigamos o exemplo dos trabalhadores da Electricidade que aprovaram a seguinte moção:

MOÇÃO
“- Considerando que os Pides se encontram quase todos em liberdade;
- Considerando a actual campanha pelos direitos do Homem, demagogicamente agitada pelo Governo, e o voto de protesto aprovado por unanimidade na Assembleia da República;
- Considerando que o antifascista Rui Gomes, se encontre há 20 meses preso sem culpa formada, e que no dia 28 de Maio, altura em que se completavam os 20 meses, ele iniciou uma greve da fome pela sua libertação;
Os trabalhadores reunidos em assembleia de secção no dia 2/6/77 decidem;
1 - Exigir a prisão imediata-de todos os Pides, e o julgamento em tribunal público, dessa sinistra organização;
2 - Exigir a imediata libertação de Rui Gomes e o seu posterior julgamento em tribunal antifascista isento.

NOTA - Que esta moção circule para votação por todas as secções, e que depois seja enviada aos órgãos de comunicação social, ao Primeiro Ministro e ao Presidente da República.”

LIBERTAÇÃO IMEDIATA PARA O ESTUDANTE ANTIFASCISTA RUI GOMES!

6/6/77
COMISSÃO DE LUTA PELA LIBERTAÇÃO IMEDIATA DE RUI GOMES DE TRABALHADORES DAS O.G.M.A.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo