quarta-feira, 28 de junho de 2017

1977-06-00 - BOLETIM DO DEP. DO LUTA POPULAR ORG. REG. DE LISBOA DA FEM-L Nº 4 - FEML

BOLETIM DO DEP. DO LUTA POPULAR ORG. REG. DE LISBOA DA FEM-L
JUNHO Nº 4

CAMPANHA NACIONAL PELA VENDA INTEGRAL DA EDIÇÃO
A Redacção do Luta Popular tomou a justa decisão de realizar uma campanha pela venda integral da edição do jornal, dias 16, 17, 18 e 19 de Junho que será nessa semana de 20 mil exemplares. Esta campanha tem como objectivo uma ampla difusão e propaganda do jornal.
Esta campanha e de extrema importância pois no momento em que se trava uma aguda luta de classes, num momento em que o Povo trava grandes lutas e se prepara ainda para maiores, o papel do órgão central e funda mental.
A burguesia tentará a todo o custo calar a nossa voz. O cerco económico aperta-se, os ataques redobram-se, são as condições na tipografia e o tribunal e as multas etc. Esta campanha tem de ser uma resposta firme e decidida de todo o Partido a esse ataque.

À Organização Regional, de Lisboa da FEM-L cabe vender 1750 jornais isto é, o dobro dos que são, habitualmente, recebidos e distribuídos pelas escolas.
Cada célula deve discutir cuidadosamente a campanha e tratar de todos os pormenores para a sua realização; marcar os objectivos com base nos jornais que recebem semanalmente.
Os quadros devem mobilizar-se e munir-se do espírito de ousar vencer as dificuldades e atingir os objectivos.
Realizar bancas em todas as escalas fazer uma ampla propaganda, divulgar o jornal aos estudantes, apoiar-se nos aderentes e nos simpatizantes, formar brigadas de venda militante, realizar bancas nas ruas, fazer uma agitação de estilo novo, essas são as condições para obter a vitória nesta campanha.

OBJECTIVOS DAS CÉLULAS
ISE - 115
DIREITO - 125
MEDICINA - 105
IST - 40
LETRAS - 95
CIÊNCIAS - 45
ARTES Plásticas - 30
ARQUITECTURA - 20
FARMÁCIA - 25
AGRONOMIA - 20
ISCAL - 25
ISCTE - 35
ISEF - 20
ISCSP - 4
ISPA - 10
ICBL - 40
ETE - 5
A. RAVARA - 5
D. PEDRO V - 45
D. DINIS - 45
PORTELA - 15
OLIVAIS - 15
GIL VICENTE - 10
P. PRAZERES - 35
D. LEONOR - 45
PUPILOS - 20
D. AMÉLIA - 14
D. JOÃO DE CASTRO - 25
M. POMBAL - 25
F. BORGES - 10
F. BENEVIDES - 6
MARIA AMÁLIA - 16
PASSOS MANUEL - 45
MACHADO CASTRO - 35
JOSEFA D'OBIDOS - 20
D. MARIA I - 15
V. BEIRÃO - 75
CAMÕES - 35
PEDRO NUNES - 35
OEIRAS - 15
S. JOÃO do ESTORIL - 5
LUÍSA de GUSMÃO - 35
SECRETARIADO – 30
A. DOMINGUES - 45
AMADORA - 25
CACEM - 25
QUELUZ - 35
CANDIDATOS - 30
COOPERATIVA - 45
CARCAVELOS - 25
PIONEIROS - 25
TOTAL 1750

LOCAIS DE VENDA MILITANTE - QUINTA e SEXTA FEIRA
PRAÇAS:
Martin Moniz – A. Domingues, Luísa de Gusmão
Restauradores – C. Intermédio, S. saúde
Rotunda - Medicina
Saldanha - Secretariado
Entre Campos – Letras, ISCTE
Alvalade - D. Leonor
Palhavã -  
Sete Rios - D. Pedro V
ESCOLAS:
Bancas em todas as escolas
Cantina Velha - Direito, Letras
Cantina Nova – Medicina
SÁBADO - DOMINGO
F. da Ladra - A. Domingues, P. Prazeres, L. Gusmão
P. de Espanha - D. Pedro V
F. Popular – Direito, Letras
Belém - C.Z. Ocidental
Túnel de Alcântara -  C.Z. Ocidental
Estação Sul-sueste – C.L.C .Cidade, IST.

CAMPANHA PELO PAGAMENTO DAS DIVIDAS

A divida que a Org. Reg. de Lisboa tem neste momento ao "Luta Popular" é de 6.287$50. Esta divida cria ao jornal uma série de dificuldades, que não podem ser permitidas. Nesse sentido foi decidido realizar uma campanha pelo pagamento integral das dívidas. A importância desta campanha não foi assimilada pelos quadros e levou a que só um pequeno número de células pagassem as suas dívidas. Isto deve-se também à pouca propaganda e mobilização que o Departamento fez em torno da campanha. Todas as escolas, todas as células devem-se mobilizar para pagar todas as dívidas até à próxima quarta-feira, dia 15, este será o primeiro passo na campanha de venda integral da edição. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo