quarta-feira, 26 de abril de 2017

1977-04-26 - A Bigorna Vermelha Nº 01 - PCP(ml)

O QUE É ESTE JORNAL

Este jornal será o porta-voz do Partido Comunista de Portugal (marxista-leninista) no trabalho da educação a organização dos trabalhadores da Metalúrgicos Duarte Ferreira, à luz do marxismo, do leninismo, do pensamento de Mao Zedong,
O PCP(m-l) é o herdeiro das tradições revolucionárias dos operários metalúrgicos na luta contra o fascismo e a exploração, guiados pelo Partido Comunista Português e os seus grandes dirigentes como Militão Ribeiro, Alfredo Diniz a José Gregório, antes de ter sido transformado num partido burguês, revisionista a fascista, pela camarilha da Cunhal. Este jornal presta homenagem aos combatentes contra o fascismo salazarista e aos combatentes contra o novo fascismo à Cunhal.
Este jornal defende a luta pelo socialismo científico, tal como existiu na Unido Soviética no tempo da Lenin e Stalin e existe hoje na China da Mao Zedong. Distingue-se assim dos jornais burgueses, quer dos que defendem o social-fascismo da Cunhal e Brejnev, quer dos que defendam a demagogia do ««socialismo em liberdade» da «inspiração marxista» (!) à PS, a demagogia do «socialismo democrático» à PSD ou o «humanismo personalista» à CDS.
Este Jornal aponta como inimigo principal dos povos de todo o mundo a do povo português, da Independência nacional a da democracia, o social-imperialismo russo e os seus lacaios em Portugal, o partido social-fascista da Cunhal a respectivos satélites.
Por isso, este jornal defenda uma política da aliança entre os comunistas a os restantes partidos a forças democráticas contra o inimigo principal, O PCP(m-l) faz estas alianças seguindo o princípio de unidade a luta. Isto é: unidade com os partidos democráticos (PS, PSD e CDS) contra o inimigo comum - o social-imperialismo russo e o social-fascismo — a luta contra estes partidos quando conciliam com os social-fascistas ou tomam quaisquer outras posições contra os Interesses da classe operária e do povo português.
Este jornal defende a melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores. Neste período de grave crise económica que atinge duramente o povo português, o PCP(m-l) exige o combate aos maiores sabotadores da nossa economia - os sociais-fascistas - a que sejam tomadas medidas tendentes ao relançamento da economia do País tendo em conta as necessidades fundamentais dos trabalhadoras portuguesas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo