quinta-feira, 30 de março de 2017

1977-03-30 - UM ANO APÓS O SEU ASSASSINATO O PADRE MAX VIVE NO CORAÇÃO DO POVO! - PCP(R)

UM ANO APÓS O SEU ASSASSINATO O PADRE MAX VIVE NO CORAÇÃO DO POVO!
CASTIGO EXEMPLAR PARA OS SEUS ASSASSINOS E DEMAIS BOMBISTAS!

Há um ano, a 3 de Abril de 1976, o povo português ficou comovido e revoltado. O Padre Maximino Barbosa de Sousa, candidato a deputado da UDP e a jovem estudante Maria de Lurdes são assassinados traiçoeiramente por uma bomba.            .
Pensavam assim os fascistas que destruíam a obra do Padre Max a favor do povo. Enganaram-se! O seu exemplo e causa porque lutaram ganharam raízes mais fundas no coração do povo transmontano. No funeral, milhares de pessoas, todo o povo, lhes prestou homenagem e jurou combater pela causa porque lutou e morreu o Padre Max.
POR CADA CAMARADA MORTO MIL SE LEVANTARÃO - ECOOU POR TODO O PORTUGAL!
Desde então as redes bombistas não pararam os seus crimes, financiadas pelo imperialismo e seus agentes internos. O terror, assaltos e roubos comandados pelos que ditaram a morte do Padre Max continuam. Os fascistas querem que volte a, repressão terrorista, a exploração desenfreada e a miséria.
Face a isto o governo mostra como despreza os sentimentos antifascistas do povo, como despreza o grito de revolta e justiça, lançado pelos presentes no funeral do Padre Max, e por todo o povo perante tão repugnante crime.
Os pides são escandalosamente postos em liberdade. A maior parte dos bombistas nem chegam a ser presos e quando o são, são logo soltos, apesar dos seus crimes serem conhecidos, como é o caso do Mota Freitas, Regadas e Joaquim Torres, este último ex-presidente da Câmara de Murça e envolvido em actos
Até hoje nada se disse sobre o assassinato do Padre Max, tendo as autoridades policiais feito tudo para esconderem o carácter político deste assassinato, obra dos fascistas.

PUNIÇÃO EXEMPLAR PARA OS ASSASSINOS DO PADRE MAX! BOMBISTAS PARA A PRISÃO!
O Comité Regional Enver Hoxha do PCP(R) exige que as investigações do assassinato do Padre Max vão até ao fim e que os seus autores sejam exemplarmente castigados.
O Comité Regional Enver Hoxha do PCP(R) exige o cumprimento das promessas de novas revelações sobre os bombistas, que os seus instigadores e executores sejam imediatamente presos e severamente castigados, que as redes bombistas sejam desmanteladas.
O Comité Regional Enver Hoxha do PCP(R) chama a classe operária, os trabalhadores, os intelectuais progressistas, os democratas e antifascistas a exigirem o desmantelamento das redes bombistas, a não permitir que os seus odiosos crimes caiam no esquecimento, a exigir a prisão e julgamento de todos os pides, fascistas e bombistas.

QUE A NOSSA DOR SE TRANSFORME EM FORÇA!
Ao passar um ano sobre o assassinato do grande lutador pela causa do povo que foi o Padre Max, inclinamos a nossas bandeiras de luta, comovidos, mas com uma grande força e certeza: o seu sangue tornou mais forte a sementeira da revolução e da liberdade. O nosso dever é conquistá-la, varrer para sempre o fascismo, a exploração e a opressão. Esta é a melhor homenagem à memória do Padre Max, Maria de Lurdes e a todos os heróis do povo que deram o seu sangue pela revolução e liberdade.
O Comité Regional Enver Hoxha do PCP(R) chama todo o Partido na Região, simpatizantes, antifascistas e revolucionários do MUP, os trabalhadores socialistas e comunistas, todo o povo, a cerrar fileiras e a unirmo-nos na luta, único caminho para honrar a memória do Padre Max.
O Comité Regional Enver Hoxha do PCP(R) chama os companheiros da UDP a juntarem-se aos comunistas do PCP(R) e com eles ocupar o seu lugar na primeira linha de combate.

- HONRA AO PADRE MAX!
- HONRA À JOVEM MARIA DE LURDES!
- BOMBISTAS PARA A PRISÃO!
- APOIO ACTIVO AO TRIBUNAL QUE JULGUE A PIDE E O FASCISMO PROPOSTO PELA AEPPA!
- PARA O POVO SER LIVRE HÁ QUE REPRIMIR OS FASCISTAS!

Lisboa, 30 de Março de 1977
O Comité Regional Enver Hoxha do Partido Comunista Português (Reconstruído)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo