quinta-feira, 9 de março de 2017

1977-03-09 - A Forja Vermelha Nº 02 - UCRP(ml)

EDITORIAL

SE DESDE A PRIMEIRA HORA, LARGOS SECTORES DO NOSSO POVO, DAS MASSAS ANTI-SOCIAL-FASCISTAS E ANTI-FASCISTAS, TEM OS OLHOS POSTOS NO GOVERNO DO P.S., À ESPERA QUE ESTE LHE PROPORCIONASSE MELHORES DIAS, VÃO HOJE CADA VEZ MAIS PERDENDO AS ILUSÕES SOBRE TAL DESEJO, COMO SE TEM PROVADO ATRAVÉS DO REPUDIO CRESCENTE ÀS MEDIDAS DE AUSTERIDADE ATE AGORA TOMADAS.
É ACERCA DESTA POLÍTICA ANTI-OPERÁRIA E ANTI-POPULAR DO GOVERNO P.S. QUE NOS COMUNISTAS DA UCRP(m-l) NOS DEBRUÇAREMOS.
O GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA E DE MILITARES AFECTOS AO PRESIDENTE DA REPÚBLICA É UM GOVERNO DEMOCRÁTICO-BURGUÊS. ESTE NÃO É UM GOVERNO DE “DEMOCRACIA PEQUENO-BURGUESA" OU DA BURGUESIA LIBERAL NÃO MONOPOLISTA COMO ALGUNS ALDRABÕES DO MARXISMO-LENINISMO E DO PENSAMENTO MAO-TSÉ-TUNG NOS QUEREM FAZER CRER. TAL GOVERNO É DIRIGIDO POR FACÇÕES DA GRANDE BURGUESIA LIGADA AOS MONOPÓLIOS, DE ESTADO E ÀS CÚPULAS MILITARES DO EXERCITO DA BURGUESIA. É UM GOVERNO DE CONCERTO ENTRE O PARTIDO SOCIALISTA E O GRUPO CHEFIADO POR EANES, CONSTITUÍDO NO INTUITO DE RESOLVER A CRISE CAPITALISTA A CONTENTO DA GRANDE BURGUESIA E DE SALVAGUARDAR A DITADURA DA CLASSE DOMINANTE;
DO PONTO DE VISTA DOS INTERESSES IMEDIATOS DO PROLETARIADO, O GOVERNO E O SEU PROGRAMA NÃO VÃO AO ENCONTRO DO PROGRAMA DA RESISTÊNCIA POPULAR EM QUE O NOSSO POVO ESTÁ EMPENHADO.
O PROGRAMA DA RESISTÊNCIA POPULAR É EM PRIMEIRO LUGAR, CONTRA OS EFEITOS DA CRISE DO CAPITAL, CONTRA O DESEMPREGO E A MISÉRIA E PELAS REIVINDICAÇÕES DE CLASSE DAS MASSAS TRABALHADORAS. EM SEGUNDO LUGAR CONTRA A LIQUIDAÇÃO DAS LIBERDADES DEMOCRÁTICAS AMEAÇADAS PELAS FORÇAS DO SOCIAL-FASCISMO E DO FASCISMO, EM PARTICULAR PELA ESCALADA DO PARTIDO CUNHALISTA, E EM DEFESA DAS CONQUISTAS E DIREITOS DOS TRABALHADORES; EM TERCEIRO LUGAR CONTRA A POLÍTICA DE INGERÊNCIA E AGRESSÃO DO SOCIAL-IMPERIALISMO E DO IMPERIALISMO, PELA DEFESA DA INDEPENDÊNCIA NACIONAL, DA INTEGRIDADE DA SOBERANIA DE PORTUGAL, E CONTRA A AMEAÇA DE GUERRA IMPERIALISTA, QUE SE DESENCADEARÁ MAIS TARDE OU MAIS CEDO, INEVITAVELMENTE.
O GOVERNO CONSTITUCIONAL VEM NA CONTINUAÇÃO DA POLÍTICA DE MEIAS TINTAS DO P.S. E IDENTIFICA-SE COM AS LINHAS TRAÇADAS NO MANIFESTO ELEITORAL DE RAMALHO EANES. CABE-NOS AQUI DIZER AQUELES QUE DURANTE AS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS APOIARAM INCONDICIONALMENTE O "DEMOCRATA E PATRIOTA”, O “FIRME” EANES, E QUE PRETENDEM DIZER QUE O PROGRAMA DE SOARES NADA TEM A VER COM O DO "SENHOR GENERAL, ESTÃO A MENTIR AO POVO ENCOBRINDO A SUA POLÍTICA SOCIAL-DEMOCRATA.
O  GOVERNO DO P.S. ESTÁ NA CONTINUAÇÃO DA SUA POLÍTICA SEMPRE ABERTA AOS COMPROMISSOS MASCARADO COM A RECUSA DE ALIANÇAS COM O BLOCO PSD/CDS OU COM O BLOCO SOCIAL-FASCISTA, MAS ACASO O GOVERNO DO P.S. VEM AO ENCONTRO DAS REIVINDICAÇÕES ECONÓMICAS E SOCIAIS DAS MASSAS TRABALHADORAS QUE SE VÊM A BRAÇOS COM OS EFEITOS DA CRISE DO CAPITAL? NÃO! O PROGRAMA DO GOVERNO P.S. É ALTAMENTE ANTI-OPERÁRIO, E ANTI-POPULAR, PRETENDENDO RESOLVER A CRISE CAPITALISTA CONTRA AS MASSAS TRABALHADORAS, DESCARREGANDO-LHES OS SEUS EFEITOS DRAMÁTICOS.
TAL POLÍTICA INSERE-SE NOS ACONTECIMENTOS HÁ BEM POUCO TEMPO VIVIDOS NA NOSSA FÁBRICA AQUANDO DA SUSPENSÃO DA C.T,
E POSTERIOR DESPEDIMENTO DOS 15 ELEMENTOS QUE A COMPUNHAM.
BASTA TERMOS LIDO A PROPAGANDA QUE OS ÓRGÃOS DA IMPRENSA BURGUESA DERAM DO COMUNICADO DO ESTADO MAIOR DA FORÇA AÉREA EM QUE CHAMAVA AOS TRABALHADORES DE "ABSENTISTAS" E CULPADOS DA ACTUAL SITUAÇÃO DA EMPRESA, TUDO COM O OBJECTIVO DE LEVAR OS TRABALHADORES A PAGAR AS "FAVAS” DA CRISE QUE ELES PRÓPRIOS ENGENDRARAM.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo