terça-feira, 7 de março de 2017

1977-03-07 - AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS E A DEMAGOGIA DA DIR: AE - Movimento Estudantil

AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS E A DEMAGOGIA DA DIR: AE

COLEGAS!
Com a saída da Portaria, a avaliação de conhecimentos tornou-se novamente o "ponto quente" nas Escolas. Os "nossos homens de esquerda", os tais do "25 de Abril do Povo", descobrem mais uma vez a sua careca! Mas antes de nos debruçarmos sobre o significado das posições de tais oportunistas, os seus malabarismos com que procuram justificar os seus "recuos tácticos" que reflectem ainda e sempre a sua podre e reaccionária teoria do "refluxo permanente" (teoria aliás que o movimento popular se encarrega de o desmentir dia a dia, importa também compreender o significado da confiança reaccionária do MEIC na aplicação das suas medidas anti-democráticas.
A luta contra o decreto de gestão constituiu um barómetro para a aplicação de toda a reforma do ensino que cabe a este governo aplicar já que os sucessivos governos provisórios o não conseguiram.
Tal como sempre afirmámos, e a prática confirma-o, a traição à luta contra o decreto de gestão levado a cabo pela dir. da AE, e transigir no mínimo nos princípios democráticos de gestão por nós defendidos, equivale a abrir campo à aplicação de todas as medidas reaccionárias que o MEIC tinha e tem na manga a começar pelo próprio decreto de gestão e a continuar agora com a Portaria sobre a avaliação de conhecimentos. Medidas aliás com as quais, quanto ao essencial, não estão em desacordo. Ou não é a própria dir. da AE que, mais papista que o papa, aumentou es preços da cantina preparando assim o terreno aos aumentos que o MEIC tem na forja? Não apresentou a dir. da AE como justificações para tais aumentos, as mesmas que os srs. ministros apresentam na televisão para as suas medidas anti-populares?
Também agora quanto a avaliação de conhecimentos, se preparam para Assumirem o mesmo papel de traição. Os seus improps e as suas próprias postas são nacos de prosa tão reaccionários como a própria portaria.
Mas vejamos:
Num dos seus últimos improps afirmam: “...é posta em causa uma das mais importantes conquistas estudantis, a redução do leque de classificações e a generalização do trabalho em grupo..."
Na realidade «senhores dirigentes associativos", é preciso ter lata: Então não propôs a dir. da AE na sua proposta à última A. Plenária (que não se realizou) a dita redução do leque de classificações? Não propôs a dir. da AE a avaliação individual no seio do trabalho de grupo, em vez de combater, abrindo campo a essa mesma exclusividade na avaliação individual e o desmantelar do trabalho em grupo? Porque estudar em grupo e depois ser avaliado individualmente, não é trabalhar em grupo!
Pelos vistos não é só o MEIC que põe em causa as importantes conquistas estudantis!...
“O MEIC é o campeão da demagogia quando justifica a sua portaria" afirma a dir. da AE. Mas também a dir. da AE é campeã na demagogia quando justifica as suas propostas reaccionárias.
Ou não será demagogia o seu paleio no improp sobre as medidas do MEIC quando ao fim ao cabo as suas propostas não são mais que a aplicação da portaria "a pouco e pouco", tal como o foram, a prática o comprova, quanto ao decreto de gestão?
Ou não será demagogia falar-se no "reafirmar das posições já tomadas na A.P., se as suas propostas são o negar dessas posições?
Não, "senhores dirigentes associativos” o movimento Estudantil não se compadece com a demagogia com que os reaccionários necessitam de se cobrir, e preparam-se para a luta tal como o Movimento Popular se prepara para assumir uma nova força na luta contra as medidas anti-populares do governo que tiveram como última consequência a desvalorização do escudo.
E quanto às ditas condições para uma luta a nível nacional, o consumo público da já referida teoria do “refluxo permanente” com que procuram adormecer a consciência revolucionária do nosso Povo e desarmá-lo perante os seus inimigos fascistas e social-fascistas, a prática falará de tais condições demonstrando o reaccionarismo de tal teoria!...
CONTRA AS MEDIDAS ANTI-DEMOCRÁTICAS DO MEIC, LUTA, UNIDADE, VITÓRIA!
CONTRA A DEMAGOGIA E O OPORTUNISMO! PELA DEMOCRACIA NA ESCOLA!
VIVA A JUVENTUDE ESTUDANTIL!

um grupo de estudantes anti-fascistas e anti-social-fascistas
7/3/1977

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo