domingo, 12 de fevereiro de 2017

1977-02-12 - Combate Socialista Nº 68 - II Série - PRT

EDITORIAL
GOVERNO AMEAÇA TRABALHADORES DA FUNÇÃO PÚBLICA EM LUTA

O Conselho de Ministros do Governo de Mário Soares reuniu-se na 3ª feira, dia 8. Da sua agenda de trabalhos NÃO fazia parte a discussão e as medidas a tomar contra o boicote do patronato às negociações do Contrato Colectivo de Trabalho de cerca de um milhão e meio de pessoas. Também não fazia parte das preocupações dos ministros e do Governo quais as medidas a tomar frente ao desemprego de meio milhão de trabalhadores. NÃO se debruçaram tão pouco sobre os sucessivos aumentos de preços que deixam os nossos bolsos vazios e enche os dos capitalistas.
Mas, então, o que é que discutiram e aprovaram os ministros do Governo de Mário Soares?
Decidiram, por incrível que possa parecer, que os têxteis, os pescadores e os trabalhadores da Função Pública são inimigos da democracia!
É realmente ridícula esta acusação, já que os têxteis lutam pe­lo seu CCT, a Função Pública por um aumento de 2 000$00 e os pescadores pelo direito ao trabalho. Assim, para Mário Soares lutar por essas reivindicações é ser contra as "instituições democráticas" e "contra o Governo". Caro Mário Soares, nós do PRT, confessamos que somos também anti-democráticos. Estamos ao lado dos têxteis, da Função Pública e dos pescadores.
Para mais, se isso fosse somente ridículo, não haveria problemas. Cada um, num país "democrático", pode ser ridículo à sua vontade... MAS, o que é grave, são as ameaças que os senhores ministros fazem aos trabalhadores da Função Pública: se houver greve, as faltas são consideradas injustificadas, não serão pagas, a PSP e a GNR garantirão os "fura-greves" e haverá processos disciplinares para os grevistas.
Portanto, o Governo de Soares obedece linha por linha o ditado de Eanes, dos generais e capitalistas. Assim, o Governo tomou uma posição de força, de carácter anti-operária. Uma vez mais, o Governo de Soares mostra-se inimigo dos trabalhadores e do socialismo.
TRABALHADORES CONTRA A AUSTERIDADE
A verdade é que os trabalhadores já estão fartos desta história de austeridade. Sejam socialistas, comunistas, maoistas, trotskystas ou independentes, a verdade é que a vida de todos nós está insuportável. Todos os dias aumentam os preços, alguém é despedido ou desalojado.
Quem ganha com esta situação são os capitalistas, que além de boicotarem os CCTs, estão a lucrar com todas estas medidas, e estão sorrir por estas decisões serem tomadas por um Governo que se diz socialista.
Porque então Mário Soares não disse que faria isso antes de entrar no Governo? Porque então não disse isso nas eleições? Porque se fosse assim, se dissesse a verdade os trabalhadores não lhe dariam nenhum voto! Por isso mentiu, por isso não cumpre o que prometeu.
E é porque estão fartos desta situação, os trabalhadores da F. Pública vão à greve, apesar e contra Mário Soares.
E, para mais, vão à greve alguns sindicatos que estão dirigidos por militantes socialistas, ao lado de outros que são comunistas e que portanto reflectem a disposição do conjunto dos trabalhadores que, temos a certeza, não aceitam a posição de força e anti-operária do Governo.
Frente a isso, os pescadores, têxteis e a Função Pública indicam a solução:
UM DIA DE GREVE GERAL NACIONAL POR 2000 ESCUDO? E PELOS CCTs!
QUE A INTER E A CARTA ABERTA ORGANIZEM E DIRIJAM ESSA LUTA!
É PRECISO UM GOVERNO QUE NÃO CEDA AOS CAPITALISTAS E GENERAIS
Assim, este sentimento comum entre os explorados, a sua unidade na luta contra o patronato e a experiência que tivemos como Governo de Soares dão-nos uma lição. Este Governo aplica as medidas de Eanes, que é "aconselhado” pelos generais e capitalistas, pe­lo PPD e CDS.
Já é hora de dizer: BASTA! Os trabalhadores não querem este Governo de Mário Soares dirigido pelos generais e capitalistas.
A maioria da população é socialista e comunista; a maioria da população são trabalhadores que sofrem a exploração e a austeridade; os generais e os capitalistas são muito poucos;
CAMARADAS, É NECESSÁRIO UM NOVO GOVERNO, QUE REPRESENTE A MAIORIA DA POPULAÇÃO E NÃO GOVERNE COM E PARA OS EXPLORADORES, É NECESSÁRIO, CAMARADAS TRABALHADORES, UM GOVERNO PS-PC SEM CAPITALISTAS NEM GENERAIS.
Assim, camarada leitor do Combate Socialista, se tu és têxtil, pescador, da Função Pública ou de qualquer sindicato. Se tu estás de acordo que é necessário modificar esta situação, se achas que é preciso lutar pelos CCTs e pelos 2000 escudos, se estás de acordo que é preciso um novo Governo que não ceda aos capitalistas e generais, te convidamos a trabalhar connosco, pois temos a certeza de que ao nosso lado está a maioria da população, isto é, os trabalhadores. Convidamos a que construa connosco a direcção revolucionária que o conjunto dos explorados necessita.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo