terça-feira, 24 de janeiro de 2017

1977-01-24 - QUE PRETENDE A DAE COM "ALTERAÇÃO" AOS ESTATUTOS? - FEML

Federação dos Estudantes Marxistas-Leninistas
QUE PRETENDE A DAE COM "ALTERAÇÃO" AOS ESTATUTOS?

A Direcção da A.E. marcou as eleições para Estatutos da Associação de Estudantes.
O que a DAE está a pretender fazer é o que não conseguiu levar a cabo na RGA (que não se realizou, por sua inteira responsabilidade), que é fazer aprovar umas modificações aos actuais Estatutos, com vista a que eles sirvam melhor na actual situação política o seu Partido, o PPD. É isto que a DAE quer fazer depois do falhanço da RGA, que convocada a um sábado e depois da hora a que os poucos estudantes têm aulas, ela visava aprovar a golpe as suas "alterações" aos Estatutos.
A DAE vem agora marcar as votações para as "alterações" dos Estatutos tentando outro golpe, porque não divulgou com a devida antecedência os prazos eleitorais, marcou-as arbitrariamente sem consultar ninguém, o que é profundamente anti-democrático o que vai contra as palavras, e só contra as palavras, que esses senhores têm na boca, e vem apenas marcar "alterações", o que quer dizer que a base fundamental dos Estatutos não lhe interessa que se modifique, interessa-lhe sim que sejam pequenas alterações, mas alterações essas que sirvam, na actual situação de profunda crise política, melhor o seu partido.
Os estudantes não podem deixar ficar mais este golpe em claro, devem exigir alterações total dos Estatutos e marcação de datas para votação dos órgãos da Associação de Estudantes, porque esta pseudo Direcção não tem feito absolutamente nada para o interesse dos estudantes, não tem mobilizado os estudantes contra as medidas anti-democráticas do MEIC nem tão pouco tem tomado posição, não tem trabalhado, e isto com base nos seus estatutos, que tal como a DAE não servem aos estudantes.
Devemos lutar por eleger uma Direcção e uns Estatutos democráticos que sejam o garante de que a Direcção trabalhe e se esforce por ser o dirigente de todas as lutas que os estudantes travem, em especial da luta contra o desemprego que nos espera, quando sairmos da escola, contra as medidas anti-democráticas do MEIC e a Reforma Burguesa para o ensino, no caminho da construção duma Escola Nova.
CONTRA A REFORMA BURGUESA PARA O ENSINO!
CONTRA O DESEMPREGO!
CONTRA A GOLPAÇA DA DAE!
POR Um A AC DEMOCRÁTICA!
POR UMA ESCOLA NOVA!

A CÉLULA DA FEM-L
Lisboa, 24/1/77 no LICEU D. PEDRO V

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo