terça-feira, 31 de janeiro de 2017

1972-01-31 - Semana Portuguesa Nº 25

EDITORIAL
UM ANO DE EXISTÊNCIA

Estamos no número 25. No número 24 completamos um ano de existência.
Durante todo este tempo, conseguimos o que muita gente achava impossível. Conseguimos fazer todos os números que nos comprometemos, sem publicidade e praticamente sem assinantes, pois dos 36, a dois tivemos que devolver o dinheiro, porque nos atribuíram a culpa de o correio não lhe entregar o jornal, e a 7 outros, porque achavam que tínhamos que fazer o jornal a seu gosto. Isto era impossível, porque acreditamos que entre as 7.000 pessoas que recebem nosso jornal, uma grande parte desejaria um jornal diferente.
Conseguimos um ano de publicação sem fazer apelos, sem pedirmos donativos, e como colaboração em dinheiro recebemos uma pequena importância de Paris e mais três pequenas importâncias, de três amigos. Claro, que aceitamos toda ajuda que nos vêm, porque não somos ricos, temos que ganhar apesar de doente, nossa manutenção e da família e, o custo do jornal.
Em contrapartida, se não pedimos ajuda financeira, insistentemente pedimos colaboração escrita. Se a “Semana Portuguesa” é boa, segundo cartas que temos recebido, podia ser melhor, se as pessoas à quem nos temos dirigido, nos tivessem atendido em nossos rogos. Isto não é uma queixa nem uma acusação, porque quando nos metemos nesta empresa, ninguém (somente uns poucos), se comprometeu a nos dar colaboração. Apenas julgamos que ela não nos faltaria, julgando por nós os outros. Julgamos que muitas outras pessoas tinham como temos, compromisso com o povo português.
Somos avessos a agradecimentos, muito especialmente neste caso, por acharmos que estamos cumprindo nosso dever, mas uma coisa são os portugueses e outra são os brasileiros. Aos portugueses que colaboraram, apenas pedimos por favor que continuem cada vez mais a dar a sua colaboração, mas aos brasileiros, aos queridos amigos e irmãos brasileiros, não queremos perder a oportunidade de mostrar todo o agradecimento que vai em nosso coração.
Não poderemos citar um por um, mas teremos que nos referir pelo menos a quatro:
Adelina Cortez Garíta, que dias e noites tem revisado, dobrado, etiquetado, seleccionado, endereçado, divulga-lo e amarrado, todos esses 7.000 jornais que de 15 em 15 dias são expedidos pelo correio, para todo o Brasil, para todo o Continente Americano e para grande parte dos países do Mundo.
Iran Délio SantAnna, Diretor Responsável, que não se contentando com a responsabilidade de seu cargo, tem diagramado, paginado e assistido a todos os trabalhos de tipografia.
Luiz José de Oliveira, aproveitando a folga dos sábados, tem feito a distribuição em São Paulo, tendo inclusive sido desrespeitado por um ou outro "valiente” português, dono de muito dinheiro, mas de pouca educação.
Waldemar Pinheiro, filho de português, que sem cobrar nenhum tostão, se tem prontificado, a transportar todos os exemplares que são remetidos para o Rio de Janeiro.
A todos os citados e a todos os outros, que de qualquer maneira nos ajudaram a cumprir nosso dever, manifestamos de público nossos sinceros agradecimentos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo