quinta-feira, 11 de agosto de 2016

1976-08-11 - O POVO JÁ JULGOU SPÍNOLA - MSU

COMUNICADO
O POVO JÁ JULGOU SPÍNOLA

Com a complacência das autoridades e como consequência de todo um ambiente preparado pelos órgãos de informação e por alguns responsáveis governamentais, regressou a Lisboa, o ex-general Spínola.
O povo português foi posto perante um facto consumado contra o qual alertava o comunicado do Secretariado Nacional Provisório do Movimento Socialista Unificado de 5 de Agosto ("Mobilizemo-nos contra a escalada fascista").
A repulsa com que o povo português recebeu a notícia deve ser agora materializada numa acção de massas que constitua uma resposta firme a esta provocação montada pelos fascistas.
Não podemos ficar parados.
Perante o regresso de Spínola, perante a libertação de Sachetti e outros pides, perante a ofensiva generalizada das forças fascistas, há que erguer uma poderosa barreira que, unindo todos os anti-fascistas, responda com firmeza a mais esta agressão.
Spínola é uma peça da monstruosa máquina fascista que é hoje oleada para amanhã pôr fim às liberdades dos trabalhadores e se abater sobre o povo, reprimindo.
Não consintamos no regresso ao passado. O povo conhece bem quem foram os seus opressores e não está disposto a pactuar ou conciliar com os seus inimigos. O povo já julgou e quer Spínola, os pides e todos os fascistas na prisão.
Enquanto o fascismo avança em todos os campos, os homens do 25 de Abril, os militares revolucionários que deram provas de estarem ao lado das massas populares na defesa e aprofundamento das conquistas dos trabalhadores, continuam com a sua liberdade condicionada. Exigíamos a sua total libertação.
Não há liberdade para os fascistas. Eles são os piores inimigos da liberdade. Respondamos com uma forte mobilização popular contra o fascismo. Lutemos organizadamente contra o regresso ao passado, consolidemos a unidade popular.
Assim, o MSU apela a todos os seus militantes e simpatizantes, a todos os trabalhadores e antifascistas em geral para que participem na grandiosa manifestação de protesto contra o regresso de Spínola e de luta contra o avanço do fascismo e da recuperação capitalista, convocada pela Comissão Nacional Provisória de Unidade Popular para o Terreiro do Paço, às 19 h de sexta feira, dia 13 de Agosto.
MILITARES REVOLUCIONÁRIOS; TOTAL LIBERTAÇÃO!
SPÍNOLA; PIDES E FASCISTAS, TODOS PARA A PRISÃO!
CONTRA O FASCISMO, CONTRA O CAPITAL; UNIDADE POPULAR

Lisboa, 11 de Agosto de 1976
O Secretariado Nacional Provisório do M.S.U.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo