quarta-feira, 10 de agosto de 2016

1976-08-10 - O FASCISTA SPÍNOLA REGRESSOU! O POVO EXIGE JUSTIÇA! - UDP

O FASCISTA SPÍNOLA REGRESSOU!
O POVO EXIGE JUSTIÇA!

1 - À hora a que a UDP dava hoje, 10.8.76, uma conferência de imprensa alertando contra a avançada fascista, o chefe do Estado Maior dos fascistas, o general doa bombistas do MDLP/ELP, o criminoso de guerra responsável pelo assalto a Conakry e pelo assassinato do grande nacionalista africano Amílcar Cabral, o oficial que às ordens de Hitler combateu contra o Povo da União Soviética, o voluntário que em Espanha combateu ao lado do fascista Franco contra os patriotas e republicanos espanhóis, o chefe militar dos golpes fascistas do 28 de Setembro e 11 de Março e responsável pelo assassinato do soldado Luís, SPÍNOLA, chegou a Lisboa no maior silêncio.
2 – A entrada do fascista SPÍNOLA no nosso país integrasse na grande manobra de conspiração da direita onde as ultimas libertações de fascistas altamente responsáveis da PIDE como os assassinos Sachetti, Inácio Afonso e Santos Costa entre outros, já estão integradas.
Os fascistas e a direita com a complacência do Governo puseram ontem em liberdade o Estado Maior da PIDE, ao mesmo tempo que o general Otelo e outros militares revolucionários continuam em liberdade condicionada. Hoje fazem entrar em Portugal o Presidente do MDLP/ELP para tentar amanhã que o fascismo volte de novo ao Poder em Portugal.
A entrada do assassino SPÍNOLA hoje em Portugal não é um acaso. Faz parte do plano da grande manobra da direita onde a prisão de alguns bombistas não pode servir de rebuçado para adormecer o Povo deixando os generais bombistas em liberdade.
3 - SPÍNOLA   veio entregar-se às autoridades portuguesas, porque sabe que a justiça que hoje o espera já não é a mesma que existia no 11 de Março. Por isso na altura fugiu e hoje regressa. Ele sabe que na altura do seu golpe, os Pides e os fascistas como o Kaúlza de Arriaga estavam presos e hoje andam a solta.
Este regresso é ainda a prova que os fascistas se riem do PS e do seu Governo pois na altura em que se está a discutir o programa do Governo, aproveitam logo para libertar altos dirigentes da PIDE e promovem o regresso do seu chefe para mostrarem que são eles que mandam. Esta é a grande prova a que o dr. Mário Soares terá imediatamente que dar resposta. Ou o Governo toma já medidas contra o fascista SPÍNOLA e os Pides libertados ou o seu antifascismo balofo ficará demonstrado como preto no branco.
SPÍNOLA voltou confiado que daqui a dois ou três dias está em liberdade e em segurança.
Mas SPÍNOLA, e os seus amigos em Portugal, dentro e fora das forças Armadas, estão muito enganados!
4 – O Povo Português vai responder com firmeza a mais esta provocação fascista. O sangue do soldado Luís assassinado no RALIS pelas bombas assassinas de Spínola no 11 de Março, exige justiça. As vítimas dos atentados bombistas do ELP comandado por SPÍNOLA exigem justiça. O padre Maximino, Maria de Lurdes, o operário vidreiro António de Almeida, Manuel Joaquim do Vale Silva, são sangue do Povo Português que exige justiça popular.
OS CRIMES FASCISTAS NÃO PASSARÃO IMPUNES!
É preciso tomar desde já uma posição firme. Se o Povo cruzar os braços, eles libertam o SPÍNOLA tal como fizeram com os Pides e qualquer dia temos cá o Tomás e o Marcelo.
5 – 4 UDP apela a que o Povo Português se erga como um só bloco contra o fascismo. O Povo Português tem de contar com as suas próprias forças e não ficar à espera que sejam as instituições do Estado a tomar posição contra os fascistas. Ainda hoje um requerimento apresentado pelo deputado da UDP na Assembleia da Republica para que esta se pronunciasse sobre o regresso de SPÍNOLA foi rejeitado por todos os partidos burgueses incluindo o partido traidor do dr. Cunhal.
A UDP apela a todas as forças antifascistas, aos Sindicatos, aos órgãos de vontade popular para tomarem posição imediata contra o regresso de SPÍNOLA.
A UDP apela a todos os antifascistas sinceros, a todos os democratas para além do Partido que tenham, que se ergam contra esta provocação ao nosso Povo.
Onde esteja um homem ou mulher antifascista, onde esteja uma família antifascista e democrata, onde esteja um jovem amante da liberdade, que esteja um impulsionador da mobilização popular contra a grande manobra da conspiração da direita.
6 - A UDP apela a que todos os trabalhadores através de manifestações, paralisações, plenários, moções abaixo-assinados, etc., mostrem o seu repúdio perante esta grave provocação ao Povo Trabalhador.
A UDP apoia a convocação feita pela Comissão Nacional Provisória de Unidade Popular para 6ª feira, dia 13, de um dia de luta em todo o país com manifestações nas principais cidades, nomeadamente em Lisboa, no Terreiro do Paço, às 19 horas.
A UDP chama todo o Povo Trabalhador de Portugal a fazer de 6ª feira um grande dia de luta.
Na rua o Povo Português demonstrará sem margem para dúvidas a sua firme vontade de que o fascismo não passará e que para os fascistas não pode existir liberdade.

POVO TRABALHADOR DE LISBOA
TODOS AO TERREIRO DO PAÇO
6ª FEIRA, ÀS 19 H

O POVO QUER JUSTIÇA!
SPÍNOLA, PIDES, FASCISTAS PARA A PRISÃO, MILITARES REVOLUCIONÁRIOS LIBERTAÇÃO!

Lisboa, 10 de Agosto de 1976
A Comissão Permanente do Conselho Nacional da UDP

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo