segunda-feira, 1 de agosto de 2016

1976-08-00 - O Tempo e o Modo Nº 119

VIVA O X ANIVERSÁRIO DA REVOLUÇÃO CULTURAL PROLETÁRIA!

Aquando das comemorações do X aniversário da Revolução de Outubro, Estaline disse que esse acontecimento marcou «uma viragem radical na história universal». Hoje em dia nós podemos, na passagem do X aniversário da Revolução Cultural Proletária, afirmar que este outro grande evento esteve na base de uma nova «viragem radical na história universal».
Na história do movimento operário internacional encontramos, na verdade, três marcos fundamentais, três revoluções que fizeram época: a Comuna de Paris (1871), a Revolução de Outubro (1917) e a Revolução Cultural Proletária (1966-67). Como se pode verificar, cada uma dessas revoluções corresponde a uma etapa de desenvolvimento do socialismo científico. A Comuna de Paris confirmou uma por uma todas as principais teses científicas de Marx e apontou ao proletariado o caminho a seguir para alcançar a sua emancipação. A Revolução de Outubro provou a justeza da teoria leninista sobre a revolução na época do imperialismo e permitiu resolver uma questão que a Comuna não pudera solucionar ao encontrar a forma de estabelecer a ditadura do proletariado após o derrube das classes exploradoras. A Revolução Cultural, por sua vez, constituiu a concretização prática da teoria de Mao Tsé-tung acerca da preservação da ditadura do proletariado e da prevenção da restauração do capitalismo.
A época que hoje vivemos é, pois, a época da Revolução Cultural Proletária, época em que o marxismo-leninismo atinge o estádio do maoísmo. Daí a importância decisiva que tem o seu estudo e compreensão para os comunistas e para todo o proletariado revolucionário. Daí também a razão de o TM dedicar inteiramente à Revolução Cultural Proletária o presente número.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo