sexta-feira, 22 de julho de 2016

1976-07-22 - UNIDADE DO POVO - GDUP

EDITORIAL

A saída do primeiro n° 1 do "UNIDADE DO POVO" é o resultado da nossa firmeza e do nosso combate, pelo o que nos propomos a lutar a: UNIDADE POPULAR.
É o resultado também (contra a tese de certos senhores) Que os GDUPs não acabaram som as eleições à presidência da república mas que, hoje tomam: o seu lugar como embriões de organização unitária nas fábricas, nos campos, nos bairros e nas escolas.
As eleições findas (que levaram ao poder o candidato do golpe do 25 de NOV.) trouxeram-nos também bons resultados, quer como experiência de organização política, quer ainda a, questão de não sermos possuidores de máquinas eleitorais semelhantes aos partidos burgueses. Mesmo sem essas condições superámos as dificuldades e encaramos o futuro dos G.D.U.P.s, com realismo e coragem.
Sabemos que a luta é morosa e difícil, mas tudo faremos para unir O Povo que os partidos burgueses dividiram.
Vimos hoje, na nossa (deles) democracia, preços a aumentar, patrões e fascistas regressam, vimos repressão.
Nos dias que se avizinham teremos um governo que nada tem a ver com trabalhadores, com capa "democrática".
É contra isso que os G.D.U.P.s lutarão, é contra o governo dos banqueiros e da alta casta burguesa, que os trabalhadores devem lutar.
É contra o 25 de Novembro de generais e soldados a soldo que lutamos.
 É contra isso que: o "Unidade do Povo” lutará, é contra a mentira pela verdade que o “Unidade do Povo” lutará.
Pois senhores generais, os vossos tanques são fortes destroem cidades arrasam florestas, mas não calará a razão.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo