quarta-feira, 27 de julho de 2016

1976-00-00 - Olhai a China Nº 01

OLHAI A CHINA

A ADAPC, ao entrar numa nova fase da sua actividade, dota-se com um órgão indispensável ao bom cumprimento da sua missão — o boletim Olhai a China, para já trimestral.
Olhai a China será o elo de ligação entre todos os amigos da China, sócios ou não da ADAPC, entre os que frequentam a ADAPC e assistem às suas realizações e os que, por motivos diversos, ainda não o fazem. Olhai a China procurará assim unir as dezenas de milhares de amigos da República Popular da China dispersos por todo o País.
Olhai a China procurará ser um espelho onde se possa conhecer a República Popular da China e acompanhar os passos dados no estreitar dos laços de amizade entre o povo português e o povo chinês.
Olhai a China será um importante factor do processo de desenvolvimento da ADAPC.
Olhai a China será um incentivo ao trabalho das secções, dando a conhecer as suas actividades e experiências.
Mas para que Olhai a China possa bem cumprir as suas funções necessita do apoio e colaboração das secções, de todos os sócios da ADAPC e de todos os seus leitores.
É necessário que Olhai a China seja amplamente divulgado nos mais variados sectores da população portuguesa. Não digas «aquele não se interessa por 'olhar a China'», porque só uma minoria da nossa população é inimiga da China.
Se ao leres Olhai a China estiveres de acordo com a importância da missão que este boletim se propõe cumprir, deves fazer tudo para o divulgares aos teus amigos.
É necessário que Olhai a China corresponda às necessidades dos seus leitores e das secções da ADAPC em matéria de informação sobre a China.
Concretamente, propomos que os leitores deste primeiro número nos escrevam dando-nos a conhecer as suas críticas e sugestões para melhorarmos os próximos números.
Vamos, pois, meter todos mãos à obra para que Olhai a China seja um instrumento eficaz no estreitamento da amizade entre o povo português e o povo chinês e na sua compreensão mútua.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Arquivo