segunda-feira, 12 de junho de 2017

1977-06-12 - AS AUTORIDADES PERSISTEM EM MANTER RUI GOMES PRESO - Rui Gomes

AS AUTORIDADES PERSISTEM EM MANTER RUI GOMES PRESO
DIA 12
16.° dia de greve da fome

BOLETIM DA COMISSÃO DE LUTA PELA LIBERTAÇÃO DE RUI GOMES – Nº 6 - 12 de Junho

RUI GOMES PROSSEGUIRÁ A GREVE DA FOME ATÉ A LIBERTAÇÃO
Domingo, dia 12 Rui Gomes entrou no 16° dia de greve da fome. O seu objectivo é a libertação ou o julgamento imediato. A sua determinação é a de prosseguir a greve da fome até à vitória. Determinação que também é a nossa e a de todos os antifascistas portugueses. Apoiemos por todas as formas a luta que Rui Gomes trava. Conquistemos a sua libertação imediata.

AGRAVA-SE O ESTADO DE SAÚDE DE RUI GOMES
Rui Gomes já perdeu cerca de 12% do seu peso e começa a sentir algumas deficiências cardíacas pelo facto do seu estado de fraqueza se acentuar e de ser hipertenso. Os perigos decorrentes da greve da fome aumentam progressivamente e a sua debilidade acentua-se. No entanto, a sua combatividade e o seu moral continuam elevados. "Estou débil fisicamente mas fortalecido moralmente", escreveu-nos Rui Gomes da prisão.

O PROCESSO DE RUI GOMES DÁ ENTRADA EM TRIBUNAL - UMA AFRONTA AOS ANTIFASCISTAS
Deu na semana passada entrada no Tribunal Militar Territorial o processo de Rui Gomes. Foi preciso que Rui Gomes entrasse em greve da fome e que se desencadeasse todo este amplo movimento de protesto para que as autoridades judiciais militares se resolvessem a dar mostras de fazer alguma coisa. Em 10 dias de greve da fome fizeram mais do que em 20 meses, o que dá bem a ideia da "isenção" e do "sentido de justiça" dos juízes militares. No entanto, o processo ir para Tribunal não significa que Rui Gomes seja julgado de imediato. Por isso, há que não nos deixarmos enganar e levantarmos mais alto a exigência da libertação imediata para Rui Gomes.
É grave que hoje esteja em Tribunal um processo de um antifascista! É grave que hoje esteja em Caxias um preso político! É uma afronta aos antifascistas!

Comício
DIA 15 ÀS 21.30H NA VOZ DO OPERÁRIO

"RESPONSABILIZAREI AS AUTORIDADES POR TUDO O QUE ACONTECER A MEU FILHO" — Afirma a mãe de Rui Gomes.
Estas palavras que a mãe de Rui Gomes expressou numa Conferência de Imprensa convocada pela UMAR, traduzem bem o sentimento de todos os democratas.
"É um sentimento justo, pois mais ninguém senão as autoridades são os culpados da situação hoje existente. São elas que com promessas enganosas, tentaram demorar o processo; são elas que usam e abusam de uma dualidade de justiça totalmente inadmissível num Estado democrático: enquanto ps pides e bombistas são postos em liberdade e os seus processos abafados, um antifascista sem culpa formada é mantido indefinidamente em prisão;
São pois as autoridades militares os responsáveis pelo que acontecer à saúde e à vida de Rui Gomes.

A AEPPA JUNTA A SUA VOZ A TODOS OS ANTIFASCISTAS
"Enquanto que pides e bombistas são soltos e gozam da maior impunidade, enquanto que prosseguem os julgamentos-farsa dos pides nos Tribunais Militares, enquanto traficantes de armas são "julgados" e libertados (como foi o caso do ex-membro segurança do PS, Vasco Montez, e mais recentemente o caso do Centeio), enquanto que tudo isto acontece o jovem antifascista Rui Gomes, contra todos os preceitos constitu­cionais, é mantido preso arbitrariamente há 20 meses sem culpa formada.

PARA O POVO SER LIVRE É PRECISO REPRIMIR OS FASCISTAS!
LIBERDADE PARA RUI GOMES!
afirma a Direcção da Associação de Ex-Presos Políticos Antifascistas.

CRESCE A PREOCUPAÇÃO INTERNACIONAL PELA PRISÃO DE RUI GOMES
Além da Federação Internacional dos Direitos do Homem que enviou já a Portugal o jurista Louis Joinet investigar e protestar pela prisão de Rui Gomes, além da moção de protesto do Tribunal Russel e de várias organizações progressistas europeias de juventude, recebemos recentemente uma carta da Amnisty Internacional em que afirmam ir investigar este caso.
Todos estes apoios, assim como o da União dos Estudantes Iranianos em França, da União dos Estudantes de Marrocos e de muitas outras organizações expressam o apoio internacional e a preocupação pelo precedente aberto na democracia portuguesa com a prisão arbitrária e criminosa de Rui Gomes.

CONSTITUÍDAS DEZENAS DE COMISSÕES DE APOIO À LIBERTAÇÃO DE RUI GOMES
Na Lisnave, no Barreiro, em Almada, Buraca, Sintra, Porto, Coimbra, Brandoa e Mercês foram formadas novas Comissões de Apoio que estão a realizar destacado trabalho e esclarecimento da população e na mobilização para esta luta. Foram já recolhidas milhares de assinaturas, tomadas outras iniciativas e realizadas várias sessões de esclarecimento.
Que se formem dezenas de Comissões de Apoio que exprimam a unidade da vontade dos antifascistas em libertarem Rui Gomes!
Mobilizemo-nos em massa para o comício de dia 15 e para a manifestação de dia 17 que serão pontos altos desta luta.
A Comissão de Luta apela que até ao dia 15 de Junho todos os abaixo-assinados, sejam entregues na AEPPA, Rua António Maria Cardoso, n° 15, 3o ou na Rua Serpa Pinto, n° 2, em Lisboa.

MANIFESTAÇÃO

SEXTA-FEIRA 17 ÀS 18.30h NO TERREIRO DO PAÇO

Sem comentários:

Enviar um comentário

1977-06-00 - ER Boletim Nº 01

O QUE É E PARA QUE SERVE ESTE   BOLETIM Os militantes sem partido da Unidade Popular são um largo conjunto de militantes revolucioná...

Arquivo