sábado, 13 de maio de 2017

1977-05-00 - A Sementeira Nº 01 - Anarquistas

APRESENTAÇÃO

E este o 1º número de “A SEMENTEIRA", revista que não reconhece o título de "teórica", porque, para os elementos que a compõem, teóricos da sua prática e práticos da sua teoria, não existe separação entre “teoria" e "prática". Oprimidos pela totalidade das instituições que regem esta sociedade, a nossa luta é essencialmente negativa e por isso mesmo, criadora. O nosso combate não o projectamos no futuro, como fazem as seitas religiosas e marxistas, pelo contrário, ele é libertador desde o início. A nossa revolta não é momentânea nem tão pouco passiva. É a revolta de quem está consciente da miséria quotidiana a que é obrigado. Não lutamos por desporto, lutamos por prazer e por necessidade.
O texto que a seguir se apresenta é o fruto de muitos erros e de muitas vitórias que os trabalhadores do campo têm realizado. Como o nome indica, são algumas notas acerca do processo cooperativo, escritas "de dentro" desse mesmo processo. Pareceu-nos importante publicá-lo, não só por ser da autoria de um membro do grupo e, reflectindo, em parte, uma experiência conjunta deste mesmo grupo, mas, também, porque todo o material anarquista sobre esta questão se resume a alguns artigos de jornal (Batalha e Voz Anarquista) e a um comunicado do grupo anarquista "Os Revoltados".
A poesia é, ela também, o fruto de uma "visita" da GNR a uma cooperativa agrícola, escrita "in-loco" por um dos "visitados".

Lisboa, 30 de Abril de 1977

Sem comentários:

Enviar um comentário

1977-06-00 - ER Boletim Nº 01

O QUE É E PARA QUE SERVE ESTE   BOLETIM Os militantes sem partido da Unidade Popular são um largo conjunto de militantes revolucioná...

Arquivo