sexta-feira, 12 de maio de 2017

1972-05-12 - INFORMAÇÃO À MASSA ASSOCIATIVA DO SINDICATO DOS EMPREGADOS DE ADMINISTRAÇÃO E REVISORES DA IMPRENSA - Sindicatos

INFORMAÇÃO À MASSA ASSOCIATIVA DO SINDICATO DOS EMPREGADOS DE ADMINISTRAÇÃO E REVISORES DA IMPRENSA

INFORMAÇÃO Nº 1

Desde a distribuição do Comunicado nrº 2/72 do nosso Sindicato, até à presente data, verificou-se uma série de factos relacionados com o momento eleitoral, que achamos de vital e urgente necessidade serem focados a todos os colegas que ainda não tenham conhecimento directo, pelo que sumariamos abaixo os seguintes pontos:
1. Cerca de mês e meio antes ao prazo estipulado para a entrega das candidaturas, o actual dirigente Fernando o Guerreiro comunicou aos colegas de Direcção, que baseado em razoes de variada espécie não se candidataria em qualquer lista proposta pela Direcção, tendo no entanto colocado a hipótese de eventualmente poder vir a figurar noutra lista caso o elenco directivo constasse de nomes de colegas que tivessem sempre bem presente a defesa intransigente dos reais direitos dos trabalhadores integrados no âmbito do nosso Sindicato. Assim sucedeu. Apareceu um grupo de colegas interessados em constituir uma lista e qual aderiu.
2. Tendo sido afixado anteriormente, em reunião no Sindicato, que apresentação das candidaturas seria efectuada ate as 19 horas do dia 28 de Abril depararam-se em ultima hora, durante a tarde desse dia, certas dificuldades na obtenção das restantes 50 assinaturas da sócios eleitores, interessados em subscrever a lista, por motivo de doença de um colega encarregado de recolher as referidas assinaturas no grupo de empresas jornalísticas localizadas no Bairro Alto.
Perante tais circunstancias, o colega Fernando Guerreiro, chamou a si a tarefa da referida recolha que terminou pelas 19 horas, tendo nessa altura - cerca das 19h02 pretendido entrar em contacto telefónico com a secretaria do Sindicato, no sentido de comunicar ao Presidente da Assembleia Eleitoral, Dr. Saphera da Costa, que a lista seria entregue uns minutos mais tarde. No entanto esta chamada não foi atendida pelo sindicato. Seguindo imediatamente para o sindicato o portador chegou às 19h,19. A porta estava encerrada. No passeio da rua encontravam-se 2 elementos da actual Direcção e membros da lista A com o Presidente da Comissão de Elegibilidade e a empregada do Sindicato, que mencionou que o Presidente da Assembleia Eleitoral saíra apressadamente às 19,06, aconselhando-a a que fechasse rapidamente a porta.
Reunidos durante a noite os membros da lista B, pretenderam entrar em contacto com o Presidente da A.E., (Sr. Saphera Costa que conseguiram pelas 3 horas da madrugada na sua residência, interrogado acerca das razões por que saiu tão apressadamente do Sindicato, pretendeu desvanecer qualquer ideia de intencionalidade para que apenas uma lista (NA QUAL ESTAVA INTEGRADO) se pudesse candidatar.
Na manha do dia seguinte dia 29), combinada uma reunião na Sede de sindicato, visto o Sr. Saphera da Costa ter mencionado que em princípio não tinha relutância na recepção da lista (dado tão curto lapso de tempo de atraso) contudo pretendia ouvir também a opinião das pessoas que figuravam na outra (SUA) lista.
Realizada a reunião pelas 15,30 do dia 29, sucedeu o que já se esperava, o Sr. Sephera Costa, deu todo o ensejo aos elementos da outra (SUA) lista para que dissessem que impugnariam a recepção da lista B, no caso de ela ser recebida!
Nesta altura o espírito conivente que sempre animou o Sr. Saphera da Costa, ficou bem patente.
3. Perante o encadeamento dos factos verificados, não querem os componentes da lista B, que subscrevem esta informação, deixar de mencionar não só aos subscritores da lista, mas a todos os colegas em geral, a veracidade de tais pontos, afirmando por ultimo, estarem dispostos a continuar a defender, intransigentemente os reais direitos dos trabalhadores integrados no âmbito do nosso sindicato, recorrendo por tais razões a todos os meios legais, no sentido de afectarem em larga escala a denúncia da intencionalidade das razões que obrigaram o Presidente da Assembleia Eleitoral a agir tão parcialmente.
A finalizar pedimos a todos os colegas que aguardem nova informação mais concreta acerca das diligencias que estão a ser encetadas quanto a de­nuncia dos factos apontados.

Lisboa, 12 de Maio de 1972               ;
P'la lista B
Fernando Guerreiro
M. Fernanda A. S. Patrício

Sem comentários:

Enviar um comentário

1977-06-00 - ER Boletim Nº 01

O QUE É E PARA QUE SERVE ESTE   BOLETIM Os militantes sem partido da Unidade Popular são um largo conjunto de militantes revolucioná...

Arquivo