domingo, 30 de abril de 2017

1977-04-30 - VIVA O 1º DE MAIO - UDP

VIVA O 1º DE MAIO

À CLASSE OPERARIA!
AO POVO DO PORTO!
Há três anos, no 1º de Maio de 1974, de Norte a Sul de Portugal, no continente e ilhas, todo o povo português saiu à rua numa jornada inesquecível de alegria pelo derrube do regime fascista, mas também de unidade e luta pelo julgamento exemplar dos criminosos fascistas, pelo aumento de salários, contra o desemprego, por um Governo que defendesse os trabalhadores.
Hoje, no 1º de Maio de 1977, o que nos vemos é totalmente diferente daquilo que queríamos em 1974. Temos um Governo que tem por única função a defesa dos interesses imperialistas, dos grandes capitalistas e latifundiários, um Governo que abre as portas ao fascismo.
O que vemos hoje, é o custo de vida a aumentar mais de 60% enquanto os salários não podem subir mais de 15% e a saída dos CCT é sabotada por todos os meios.
São os despejos dos moradores pobres, são milhares de pessoas sem casas para viver enquanto se atiram para o desemprego milhares de trabalhadores da Construção Civil, como ainda esta semana na Zagalo.
São as declarações pomposas dos nossos governantes em defesa da independência nacional, enquanto se mendiga milhões de contos de empréstimos ao imperialismo e se montam brigadas da NATO em Portugal.
São as libertações de pides e bombistas e a reintegração de fascistas saneados, é o reaparecimento da polícia de choque, a criação de uma nova polícia política enquanto se diz que o fascismo está a avançar.
São as digressões pagas com o dinheiro do povo, através do mundo, fazendo conferências sobre os Direitos do Homem enquanto se mantém preso em Caxias, o anti-fascista Rui Gomes, há vinte meses sem culpa formada.
É isto que vemos hoje em Portugal. É esta a política que se diz "socialista" do Governo de Soares.
É contra este estado de coisas, que o povo, no 1º de Maio, tem de descer à rua e lutar.

1° DE MAIO DE UNIDADE E LUTA
O 1º de Maio tem de ser uma jornada de unidade e luta, uma grande demonstração de força do povo português que mostre ao Governo burguês do Dr. Soares que os trabalhadores não estão adormecidos, que vem claramente o que o Governo anda a fazer, que não lhe dão o seu apoio e que sabem como é possível resolver a crise a seu favor e conduzir a sociedade portuguesa para o socialismo.
Este 1º de Maio tem de ser uma jornada de unidade!
Mas que tipo de unidade?
Tem de ser uma unidade combativa na defesa dos nossos direitos e não uma unidade de submissão, uma unidade de cedências constantes aos patrões.
Tem de ser uma unidade que nos esperte e mobilize para a luta, que nos dê mais força e não uma unidade de festas e piqueniques, que nos adormeça.
Tem de ser uma unidade de aço, uma unidade indestrutível, que derrote uma a uma, todas as pretensões dos reaccionários, desde os fascistas e grandes capitalistas até aos seus lacaios, quer estejam no Governo ou infiltra dos aos Sindicatos.
TODOS À RUA NO 1° DE MAIO
Neste Domingo, apelamos à classe operária, a todo o povo do Porto, para que desça à rua, para que dê o braço ao seu companheiro do lado, sem olhar para o emblema que ele trás na lapela, e que todos juntos numa verdadeira muralha humana, gritemos bem alto:
- Contra o constante aumento do custo de vida, contra o desemprego, CONTRATOS COLECTIVOS CÁ PARA FORA, JÁ!
- Contra a libertação dos pides e bombistas e a reintegração dos fascistas saneados - PARA O POVO SER LIVRE É PRECISO REPRIMIR OS FASCISTAS!
- Contra a política de recuperação capitalista, contra a fome e a miséria cada vez maior do nosso povo, contra o pacto social, OS RICOS QUE PAGUEM A CRISE!
- Contra os despejos, contra as casas miseráveis em que vivemos, CASAS DECENTES PARA O POVO!
- Contra os empréstimos do imperialismo, contra as brigadas da NATO, IMPERIALISTAS FORA DE PORTUGAL!
- Contra a política reaccionária do Governo do Dr. Soares, contra todas as leis anti-operárias e anti-populares, gritemos bem alto que vamos até ao fim na nossa luta por aquele Governo que queríamos no 1º de Maio de 1974, pelo Governo que iria colocar-se ao lado dos trabalhadores, POR UM GOVERNO DO 25 DE ABRIL DO POVO!
- VIVA A CLASSE OPERÁRIA!
- VIVA A UNIDADE POPULAR!
- VIVA O 1º DE MAIO!

Porto, 30 de Abril de 1977
O Secretariado da Comissão Distrital do Porto de UNIÃO DEMOCRÁTICA E POPULAR
TODOS À PÇ. H. DELGADO NO DIA 1 DE MAIO

Sem comentários:

Enviar um comentário

1977-06-00 - América Latina Nº 01 - CALPAL

PLATAFORMA DO COMITÉ DE APOIO ÀS LUTAS DOS POVOS DA AMÉRICA LATINA I - PREÂMBULO Os povos da América Latina vivem sob regimes dita...

Arquivo