sábado, 29 de abril de 2017

1977-04-29 - QUEM GARANTE AS LIBERDADES, A ORDEM DEMOCRÁTICA, A SEGURANÇA E A TRANQUILIDADE PUBLICA EM OLHÃO? - PCP

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

QUEM GARANTE AS LIBERDADES, A ORDEM DEMOCRÁTICA, A SEGURANÇA E A TRANQUILIDADE PUBLICA EM OLHÃO?

Ontem a noite em Olhão mais de vinte arruaceiros atacaram de surpresa seis camaradas que faziam propaganda para o 1º de Maio. Apareceram repentinamente, utilizando um dos agressores a mentira mais baixa para justificar a agressão; diziam ter sido arrancada pelos nossos camaradas uma faixa do MRPP. Agrediram com matracas e bastões, pontapearam, deixaram no chão três feridos: os Camaradas Raul Veríssimo, João e Osvaldo. Dada a gravidade dos ferimentos a P.S.P. de Olhão enviou os nossos Camaradas para o Hospital Distrital de Faro onde foram socorridos.
Não é a primeira vez que em Olhão fascistas e marginais que se intitulam do MRPP mostram o seu ódio a democracia e ao P.C.P. através de actos de selvajaria. Desde a tentativa de assalto ao C.T. do P.C.P., as várias provocações e ameaças à arruaça junto da C.M. de Olhão com depradações, insultos à Câmara e ataques à P.S.P. aos seus constantes insultos às mais miseráveis agressões tudo se tem permitido o MRPP e tudo tem sido permitido ao MRPP.
A impunidade premeia os provocadores e os criminosos.
Há cinco meses foram espancados dois militantes Comunistas, Raul Veríssimo e Aureliano. Foram reconhecidos alguns dos agressores. Que fizeram as autoridades para os castigar?
Na P.S.P, informaram-nos que o processo foi remetido a Tribunal.
E o Tribunal, que responde? Cinco meses volvidos, alguns dos mesmos provocadores e outros, agora em bando mais numeroso, atentam contra a vida de militantes comunistas que no pleno uso dos seus direitos fazem propaganda do lº de Maio. Os agressores estão identificados. As autoridades não podem continuar a ignorar a sanha criminosa dos provocadores. Fechar de novo os olhos a este acto de banditismo, manter a impunidade do crime, é estimular a prática de tais actos.
Se a P.S.P. se considera impotente para pôr termo a esta situação e se o tribunal pelo seu silêncio mantém a impunidade, então quem garante as liberdades, a ordem democrática, a segurança das pessoas e a tranquilidade pública em Olhão?
A Comissão Concelhia de Olhão do Partido Comunista Português alerta as autoridades democráticas para a grave situação criada em Olhão pelos arruaceiros do MRPP.
A Comissão Concelhia de Olhão do Partido Comunista Português apela insistentemente para que sejam tomadas com urgência as medidas necessárias à defesa das liberdades e da ordem democrática em Olhão.

29.4.77
A Comissão Concelhia de Olhão do Partido Comunista Português

Sem comentários:

Enviar um comentário

1977-06-00 - América Latina Nº 01 - CALPAL

PLATAFORMA DO COMITÉ DE APOIO ÀS LUTAS DOS POVOS DA AMÉRICA LATINA I - PREÂMBULO Os povos da América Latina vivem sob regimes dita...

Arquivo