quinta-feira, 27 de abril de 2017

1977-04-27 - Bandeira Vermelha Nº 067 - PCP(R)

O 1° de Maio é dia de luta!
Proclamação do comité central do PCP(R)

PROLETÁRIOS!
TRABALHADORES!
É teu o 1° de Maio! Sai à rua e clama justiça! Exige o Pão e a Terra a que tens direito!
Aproxima-se a grande Jornada vermelha do 1o de Maio, dia internacional dos trabalhadores. Vai chegar o dia em que todos comemoraremos os ideais da Liberdade, do Progresso e do Socialismo!
Hoje em Portugal vamos comemorar o 1o de Maio em luta contra a reacção e o patronato, em luta contra esse governo vendido que nos quer tirar o pouco que já conquistámos!
Na grande jornada vermelha que se aproxima os trabalhadores vão sair à rua e mostrar a sua força. Vão dizer não aos amarelos revisio­nistas que querem assinar um pacto social com a burguesia, vão demonstrar pela sua firmeza e unidade que é possível vencer. É possível esmagar a reacção e o capital, expulsar o imperialismo da nossa pátria. E possível um futuro socialista em Portugal!
Proletário que tudo produzes e nada possuis!
Operário que todos os dias fazes nascer a riqueza deste país. Operário que com as tuas mãos expulsaste os patrões sabotadores e ganhaste o salário para ti e para os teus. Bravo assalariado alentejano, que com o teu suor e sacrifício fizeste milagres nas terras heróicas do Alentejo vermelho!
Agricultor sacrificado, rendeiro todos os dias explorado!
É teu o 1° de Maio, das tuas canseiras, do teu suor, das tuas mãos que dão vida à terra. Junta-te a teus irmãos trabalhadores, sai à rua, exige a Terra a que tens direito. Ergue-te contra os especuladores, os intermediários, este governo que destrói a agricultura!
Mulher portuguesa, mãe trabalhadora!
O 1o de Maio pertence-te. Sofres todos os dias o peso da carestia, envelheces na lide da casa, vives na incerteza do futuro dos teus! Levanta-te e luta! Clama respeito, exige uma vida digna! Nas tuas mãos está o futuro dos teus filhos!
Jovem revolucionário!
O 1o de Maio é teu, o Socialismo é a juventude da Humanidade! Ergue a tua voz generosa, junta-te ao coro da liberdade!
Antifascista! Cidadão que amas a tua pátria e aspira à liberdade e ao socialismo!
Sai à rua no 1º de Maio, faz crescer a unidade de aço, que há-de salvar este país
O Partido Comunista Português (Reconstruído) chama-vos à luta!
Todos juntos digamos não ao governo social-democrata que entrega Portugal à reacção e ao imperialismo! Lutemos por um governo ao serviço dos trabalhadores! Um governo do 25 de Abril do Povo!
O Partido Comunista Português (Reconstruído) chama todos os trabalhadores a participarem nas grandes realizações organizadas pelos Sindicatos e outros órgãos de massas no 1º de Maio.
O Partido Comunista Português (Reconstruído) exorta os sindicalistas revolucionários e baterem se nas comissões organizadoras das manifestações para que o 1º de Maio seja de luta e não de cedência, de classe e não de colaboração, de ameaça e não de pedidos à burguesia reaccionária.
O Partido Comunista Português (Reconstruído) apela à vigilância da classe operária e de todos os trabalhadores contra as tentativas traiçoeiras dos revisionistas, de Cunhal para tornar o 1º de Maio num dia dos amarelos e cobardes que procuram o pacto social e a colaboração de classes.
O Partido Comunista Português (Reconstruído) recusa que sejam os trabalhadores a sacrificarem se para "salvar a economia" e afirma peremptoriamente que só há uma saída para Portugal - a de OBRIGAR OS RICOS A PAGAREM A CRISE QUE PROVOCARAM!
O Partido Comunista Português (Reconstruído) chama todos os trabalhadores a retirarem lições da política traiçoeira dos revisionistas, da sua colaboração com o patronato, que tem levado a que se arrastem por longos meses e anos a saída dos contratos colectivos de trabalho.
O Partido Comunista Português (Reconstruído) exorta todos os trabalhadores a fazerem do dia 1º de Maio uma grandiosa jornada de luta pela SAÍDA IMEDIATA DOS CONTRATOS COLECTIVOS DE TRABALHO!
Proletário!
Trabalhador!
Junta-te aos teus e combate! Combate por um futuro livre e feliz para os teus filhos, luta pela classe a que pertences.
Os governantes são homens provisórios e fracos porque se venderam aos parasitas, aos exploradores, aos homens sem moral e sem pátria. O futuro pertence ao proletariado, ao socialismo e ao comunismo!

Abril de 1977;
O Comité Central do Partido Comunista Português (Reconstruído)

Sem comentários:

Enviar um comentário

1977-06-00 - ER Boletim Nº 01

O QUE É E PARA QUE SERVE ESTE   BOLETIM Os militantes sem partido da Unidade Popular são um largo conjunto de militantes revolucioná...

Arquivo