segunda-feira, 24 de abril de 2017

1977-04-24 - O 25 de Abril ESTÁ VIVO - Diversos

O 25 de Abril ESTÁ VIVO

comemorações populares
todos ao largo camões 24 – domingo - 21 horas
comissão organizadora das comemorações populares do 25 de Abril.

O 25 de Abril ESTÁ VIVO
Em 25 de Abril comemoram-se os três anos do de derrube do regime fascista.
Em 25 de Abril de 1974 o Movimento das Forças Armadas e o povo trabalhador, conjugando as suas acções, restituíram ao povo a liberdade e ao país a paz e a dignidade, espezinhadas por anos e anos de opressão, de exploração e de guerra.
Em cada ano que passa sobre essa grande jornada libertadora, o povo trabalhador que sofreu a mais miserável exploração, que foi torturado e assassinado nas masmorras da Pide, que ficou mutilado na guerra colonial, que foi exilado, não pode deixar de gritar bem alto: o 25 de Abril está vivo!
Porém três anos passados sobre as gloriosas jornadas do 25 de Abril de 1974, o povo trabalhador vê as suas conquistas ameaçadas.
As portas da liberdade que o 25 de Abril abriu ameaçam fechar-se!
POR ISSO O 25 DE ABRIL NÃO PODE SER SOMENTE UM DIA DE FESTA! TEM DE SER TAMBÉM UM DIA DE LUTA!
A alegria e a esperança que o 25 de Abril fez despertar no povo trabalhador tem sido enganado.
Em vez de uma vida melhor, mais justa, é o povo trabalhador que sofre na carne os efeitos da crise que os grandes patrões provocaram: aumenta o desemprego sobem os preços mas não os salários, ataca-se a Reforma Agrária, não se cumpre a lei do arrendamento rural e despejam-se os moradores pobres das casas ocupadas.
Pactua-se com os inimigos da liberdade: os fascistas e bombistas são deixados à vontade e libertam-se os pides.
Ao mesmo tempo, correm o risco de serem afastados das Forças Armadas os próprios militares que, como Otelo, à cabeça do Movimento dos Capitães derrubaram o regime fascista sonhando construir na nossa terra uma sociedade mais livre, que assegurasse a todos os trabalhadores uma existência mais humana e mais justa.
Em vez do país libertado, próspero e independente que o 25 de Abril anunciava, muitos querem que sejam estrangeiros a mandar em Portugal. Os imperialistas emprestam-nos dinheiro para melhor nos dominarem.
Por isso neste 25 de Abril de 1977, o povo trabalhador, com os militares de Abril ao seu lado, deve afirmar: o 25 de Abril está vivo! O 25 de Abril que nos deu a liberdade somos nós!
Este 25 de Abril tem por isso de ser uma jornada de unidade e luta do povo trabalhador, de todos aqueles que defendem a liberdade e a independência.
A unidade de todos os trabalhadores, a unidade de todos os anti-fascistas, a unidade de todos os que defendem a independência nacional, é indispensável para fazer avançar a reforma agrária e defender as nacionalizações, exigir que os preços não subam e acabar com o desemprego.
O 25 de Abril é um dia de alegria e de luta porque nos deu a liberdade para construirmos com as nossas próprias mãos uma nova sociedade mais justa e sem exploradores nem explorados; porque acabou com as guerras coloniais mostrando que os nossos verdadeiros interesses são também os interesses dos povos africanos que finalmente se libertaram do colonialismo; porque nos ensinou que contando com as nossas forças podemos conquistar a independência nacional!

O 25 DE ABRIL ESTÁ VIVO!
LIBERDADE E REINTEGRAÇÃO DE OTELO E DE TODOS OS MILITARES DO 25 DE ABRIL!
SOLDADOS, SEMPRE, SEMPRE AO LADO DO POVO!
MORTE AO FASCISMO E A QUEM O APOIAR!
PIDES, BOMBISTAS, FASCISTAS PARA A PRISÃO!
IMPERIALISTAS FORA DE PORTUGAL! INDEPENDÊNCIA NACIONAL!

Comissão organizadora das comemorações populares do 25 de Abril
O 25 de Abril ESTÁ VIVO

Sem comentários:

Enviar um comentário

1977-06-00 - América Latina Nº 01 - CALPAL

PLATAFORMA DO COMITÉ DE APOIO ÀS LUTAS DOS POVOS DA AMÉRICA LATINA I - PREÂMBULO Os povos da América Latina vivem sob regimes dita...

Arquivo