sexta-feira, 21 de abril de 2017

1977-04-21 - N.° 87 folha CDS - CDS

N.° 87 folha CDS
21.IV.77

O  Partido
1  — BASÍLIO HORTA COM TRABALHADORES. Trabalhadores de todo o País têm procurado o Secretário Geral do CDS para debate de problemas laborais. Basílio Horta esteve recentemente em Coimbra, onde reuniu com os responsáveis locais do Partido e deslocou-se a Braga onde esteve presente, juntamente com os restantes deputados do CDS pela capital do Minho, no funeral de D. Francisco Maria da Silva, Arcebispo de Braga e Primaz das Espanhas.
«As pessoas — disse-nos Basílio Horta há dias — têm de defender a sua ideologia, o seu Partido. Às pessoas cabe a delineação do rumo que querem seguir porque o Partido é o conjunto de todos aqueles que nele acreditam, sendo a unidade do conjunto a garantia da força que possuímos».
«Nós temos uma ideologia bem diferenciada do socialismo, seja ele marxista, seja social-democrata. Pensamos que seguir pela via socialista é contribuir para o agravamento dos problemas com que nos debatemos». Em Coimbra Basílio Horta afirmou que «o PCP não quer que a democracia em Portugal seja uma estrada aberta, mas um beco de angústias sem saída». Durante esta reunião foi ainda muito criticada a actuação de alguns governadores civis, tais como os de Bragança, Braga e Guarda que mais parecem agentes ao serviço de um partido que representantes de um Governo que respeite a vontade local das populações.
2 — REUNIU A COMISSÃO POLÍTICA DO CDS. Na sua intervenção, Freitas do Amaral condenou a crescente ingerência do imperialismo soviético em África, nomeadamente a propósito da recente invasão do Zaire e referiu-se ao agravamento da crise económica em Portugal acentuando que se tinha entrado de novo numa fase de relativo descontrole do processo inflacionista. Tal como o CDS oportunamente apontou, em Dezembro de 76 e Fevereiro de 77 o combate contra a inflação é um dos domínios mais desguarnecidos da política do Governo.
A Comissão Política anunciou que ia colocar 65 perguntas ao Governo e que este não deve esperar de uma oposição civilizada que seja uma oposição calada.
E resolveu: organizar um encontro nacional do CDS sob o lema «PORTUGAL NA EUROPA E NO MUNDO — UM PROJECTO NACIONAL»; realizar um «SIMPÓSIO SOBRE A INFLAÇÃO»; efectuar as primeiras «JORNADAS PARLAMENTARES DO CDS»; promover um grande debate no interior do Partido sobre «Sindicalismo e questões laborais»; dar todo o apoio à Juventude Centrista para a «Campanha sobre os Direitos Humanos» que desenvolverá em Maio com a colaboração dos European Democrat Students e, em Agosto, com a colaboração da «União Europeia dos Jovens Democratas Cristãos»; organizar as comemorações do 3.° aniversário do CDS que se celebra a 19 de Julho.
Na ocasião houve em Leiria um jantar de confraternização CDS que reuniu 400 pessoas.
3 — FESTA CDS EM COIMBRA A 5 DE JUNHO.
Basílio Horta — Secretário-Geral do CDS.
4 — ANIVERSÁRIO DE AMARO DA COSTA. Na segunda feira fez 34 anos o vice-presidente do CDS: Folha CDS saúda o segundo militante do Partido e um dos mais jovens políticos portugueses.
5 — ALMADA: CORAGEM CDS NA DEFESA DA DEMOCRACIA. Continuam a ser alvo de insultos e provocações os dois representantes do CDS nas sessões da Assembleia Municipal de Almada a que assiste numeroso público ligado à FEPU e GDUP's. O próprio presidente da Câmara, ligado à FEPU, não se coíbe de, manchando a dignidade do cargo, provocar os dois democratas-cristãos eleitos pelo povo. Nem por isso estes têm deixado de erguer a sua voz, na defesa dos interesses do povo de Almada que os elegeu. Ao contrário dos representantes do PPD que, até ao momento, ainda não se fizeram ouvir.
6 — MACAU, A ADIM, partido democrático e patriótico que congrega 3/4 do eleitorado de Macau, tem nova direcção. De que é presidente Carlos Assumpção, enquanto Henrique de Sena Fernandes ficou presidente da Assembleia geral.
7 — O CDS PRECISA DE DINHEIRO. O CDS PRECISA DE DINHEIRO. Será preciso repetir ainda?
8 — PEGUE NO TELEFONE. E ligue o 705131 de Lisboa ou o 314043 do Porto.
9 — LEIA. «Um processo comum na URSS. O dr. Stern perante os seus juízes». Editado por António Ramos.
10 — BAIÃO. Com a presença de Amaro da Costa será inaugurada no dia 30 a sede de Baião. Haverá um jantar de confraternização e espectáculo de angariação de fundos promovido pela Juventude Centrista.
11 — FOLHA CDS. Pedimos-lhe a si, militante do CDS, no Norte, no Centro, no Sul, dos Açores ou da Madeira ou de Macau: envie notícias do CDS na sua região, mande sugestões, ideias e fotografias.
E distribua a Folha CDS pelas pessoas que conhece e pelos seus colegas de trabalho.
12 — CHAMUSCA. No dia 6 foi eleita a comissão concelhia do MCDS, Maria Palleoto Simões é a presidente local.
13 - SEMINÁRIO DO DEMYC. De 21 a 24 de Abril realiza-se, para debate da situação portuguesa e internacional um seminário desta organização internacional de estudantes democratas, com a presença de Freitas do Amaral, Amaro da Costa e Lucas Pires.
14 — ALGARVE. Diferentemente do que escrevemos o CDS tem, no Algarve, sedes abertas em Faro e Portimão. Está projectada para breve a abertura da sede em Lagos.

O CDS e o mundo
1 — «A SENHORA DE FERRO». Esta é a alcunha posta pelos soviéticos a Margaret Thatcher, a «leader» dos Conservadores ingleses, por causa da firme coragem com que tem denunciado a corrida aos armamentos por parte da União Soviética.
2 — PRIMEIRO MINISTRO DEMITE-SE. Aconteceu em Israel com o primeiro ministro socialista envolvido num escândalo financeiro.
3 — LEO TINDEMANS GANHA AS ELEIÇÕES. A Bélgica disse mais uma vez não ao socialismo democrático. Espera-se que em breve, tanto a Espanha, como a Holanda e a Inglaterra façam o mesmo. Será que a «famosa» «Social Democracia Europeia», tão propagandeada em tempos em Portugal, ficará reduzida à Noruega e à Dinamarca?
4 — EUROCOMUNISTA PRESIDENTE DOS SOCIAIS-DEMOCRATAS. Klauss U. Benneter, defensor do capitalismo monopolista de estado e admirador do economista Boccara (do PC francês) foi eleito presidente da Juventude Social-Democrata alemã. As incoerências e contradições em que têm caído todos os partidos que têm pretendido conciliar socialismo e liberdade, desiludem a juventude que, lá como cá se volta cada vez mais para a Democracia Social Cristã.
5 — ITÁLIA. A revista desportiva da Democracia Cristã Italiana «Libersport» publica uma extensa reportagem referente à visita que recentemente efectuaram aos desportistas DC do grupo «Libertas» o antigo profissional de futebol do Benfica e actual deputado António Simões e Francisco Antunes.

Humor
1 — ÓBVIO. «Eurocomunismo — explicava há dias um camponês com a quarta classe a outro camponês analfabeto — é como o russo-comunismo, só que aquele é na Europa e este na Rússia».
2 — AZAR. O Governo teve um prejuízo, em 1976, de cerca de 30 mil contos com a chamada campanha de intervenção do melão. É o que se chama ter «um grande melão».
3 — DEPOIS DO CDS. Depois de o CDS apresentar 65 perguntas ao Governo sobre vários temas da vida nacional, o Conselho Nacional do PSD decidiu tornar também mais crítica a sua atitude de oposição, coincidência esta de pontos de vista que é bastante salutar à democracia portuguesa. A atitude do PSD, segundo alguns jornais, vem na sequência de críticas de algumas das suas bases que o acusavam de «seguidismo» em relação ao PS, críticas que se agravaram depois de declarações de Sá Carneiro (ao Jornal Novo) e de Sousa Franco (ao Diário de Notícias) favoráveis à fusão entre o PSD e o Partido Socialista. Já havia, com efeito quem dissesse que o partido resultante da fusão de ambos se chamaria Partido Socialista (Reconstruído) — PS(R).

«Portugal poderá ser considerado como um oásis de paz». — disse Mário Soares

pé de página
No «Pé de Página» e, graças à Folha CDS, ao pé de todos vós, amigos, é bom partilhar do entusiasmo e optimismo dos militantes deste Partido, na certeza de que, juntos, seremos capazes de ajudar Portugal a reencontrar o seu maravilhoso destino.
Foi nesta certeza, neste entusiasmo e neste optimismo que aceitei ser vosso representante na Assembleia da República. É com a força que de vós me vem que tenho procurado defender, o melhor que posso e sei, os interesses, mas principalmente os direitos, deste Povo que somos, talhado para a dignidade, para a justiça e para a felicidade.
Gostaria de chamar, hoje, a vossa atenção, de forma muito especial, para a enorme responsabilidade que cada um de nós assume ao afirmar-se personalista e ao defender os princípios da Democracia Cristã num País em que, há tão pouco tempo, os direitos dos homens eram desprezados e ofendidos e se pretendia substituir toda a nossa fé e tradição cristãs pelos ideais marxistas importados, de Moscovo, por novos traidores.
Penso que é aqui que se deve procurar a justificação para que o CDS seja, cada vez mais, a esperança forte dos Portugueses. Por isso me considero ao vosso serviço. Para isso procuro cada dia ser mais fiel e destemido na defesa dos princípios que nos foram confiados.

Nuno Abecassis — Deputado do CDS pelo Distrito de Lisboa

 O Departamento de Opinião Pública/Propaganda — Largo do Caldas, 5
Lisboa — Telef. 865642

Tiragem : 245.000 exemplares

Sem comentários:

Enviar um comentário

1977-06-23 - PROCESSO DE UM PROCESSO - 2 - Rui Gomes

PROCESSO DE UM PROCESSO - 2 A FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DOS DIREITOS DO HOMEM   PRONUNCIA-SE   PELA IMEDIATA LIBERTAÇÃO DE RUI GOMES E...

Arquivo