sábado, 15 de abril de 2017

1977-04-15 - folha CDS N.° 86 - CDS

folha CDS N.° 86
15.IV.76

Assim vão as coisas
1. O CARDEAL D. ANTÓNIO RIBEIRO FOI CLARO: «O ateísmo é imanente ao marxismo e, até hoje, determina também a práxis da hostilidade à religião e à Igreja em todos os Estados comunistas. E não nos podemos permitir deixar-nos levar pelo pensamento enganador de que, se de alguma maneira se pudesse excluir o ateísmo, permaneceria um certo comunismo purificado dos erros filosóficos». (Excerto da alocução no encerramento das cerimónias da semana santa).
2. GATO POR LEBRE. Porque será que a maioria das UCP's usa a denominação de «cooperativa»? Pretende fazer-se cair no descrédito o cooperativismo? Ou tenta-se a obtenção de benefícios destinados às cooperativas, como entidades privadas que devem ser?

Trabalho
1. O CDS DEFENDE. A liberdade sindical. A solidariedade entre as várias classes da sociedade. A evolução para uma sociedade sem classes. O apartidarismo dos sindicatos.
2. FEDERAÇÃO DOS SINDICATOS SOVIÉTICOS. Chelepine, ex-director do KGB, presidente do supremo tribunal do Partido Comunista da União Soviética e presidente da Federação dos Sindicatos Soviéticos explica qual é a função destes. Lê-se, com efeito nos estatutos desta Federação: «As principais funções dos sindicatos consistem na mobilização das massas para a execução das tarefas económicas mais importantes, em ordem ao lançamento dos alicerces materiais e técnicos do comunismo, bem como para a luta orientada para o reforço económico e defensivo do Estado Soviético (...) As associações sindicais formam os trabalhadores dentro do espírito e da consciência do comunismo, da firmeza nos princípios comunistas, do patriotismo soviético e de uma atitude comunista em relação ao trabalho e à propriedade na sociedade socialista».
Agora compreendemos melhor os desígnios da CGTP-Intersindical.
E a razão que, lutamos, aqui, por um verdadeiro sindicalismo para Portugal, de cariz autónomo, personalista e cristão.

Humor
1. O INEFÁVEL IDI AMIN. Aconteceu mesmo: um ministro do Uganda esteve recentemente na Suíça, numa conferência dedicada à defesa dos Direitos Humanos. Durante o encontro defendeu sempre o seu presidente, Idi Amin, das acusações que a delegação inglesa lhe fazia sobre violações de direitos humanos no Uganda. Finda a conferência o delegado ugandês pediu asilo político... à Inglaterra!

O CDS e o mundo
1. O CDS EM ITÁLIA. No regresso da ilha de Malta onde proferiu uma conferência a convite da DC local Amaro da Costa esteve em Roma onde teve reuniões de trabalho com Bryan Palmer, da União Mundial das Democracias Cristãs, e altos dirigentes da Democracia Cristã (Grameli, Sferrazza e Bernassola). Ainda no regresso, o vice-presidente do CDS esteve em Bona, na Fundação Konrad Adenauer.
2.   A DEMOCRACIA CRISTÃ NA OPOSIÇÃO A GEISEL. A oposição brasileira. Movimento Democrático Brasileiro (MDB) engloba vários partidos, entre eles o Partido da Democracia Cristã. Este, tal como o CDS, é membro da União Mundial das Democracias Cristãs e é presidido por Franco Montoro. Há pouco, depois que um projecto de lei governamental foi derrotado o  presidente Geisel encerrou o Congresso (parlamento).
3.    AQUI AO LADO EM ESPANHA. Anton Canelias, secretário-geral da Equipa Democrata Cristã do Estado Espanhol, declarou há algumas semanas atrás que a Equipa DC está aberta a negociações com outras forças políticas com vista às próximas eleições e que defende o sistema proporcional. Manifestando-se em oposição à criação em Espanha de dois grandes blocos maioritários, Canellas disse ainda : «Para manter e garantir a democracia neste país é fundamentai evitar a divisão em dois blocos». Esta Equipa é composta pelos quatro partidos DC regionais (Galiza, País Basco, País Valenciano e An­daluzia) e ainda pela Federação Democrata Cristã, a nível nacional, a que preside Joaquim Ruiz Gimenez. Tal como o CDS fazem parte da UEDC, União Europeia das Democracias Cristãs.

O Partido
1. EMIGRANTES, O núcleo de Hamburgo, na Alemanha Federal, comemorou o seu primeiro aniversário no dia 16 deste mês.
2. MADEIRA. Nos dias 23 e 24 haverá um Encontro Inter-Ilhas, com a participação de representantes do CDS da Madeira e Porto Santo e ainda com a presença de um dirigente nacional do Partido.
3. HÁ UM CANHÃO APONTADO SOBRE A EUROPA. Se quiser saber como e porquê leia «Democracia 76», uma revista quinzenal do CDS que está à venda nas tabacarias a (só) 12$50.
4. VOCÊ GOSTA DE LER «FOLHA CDS». Mas há mais quem goste. E há quem precise. Distribua-a pelos seus colegas, amigos e familiares. Meta um maço delas ao bolso e vá dando, uma aqui, outra ali. A «Folha CDS» tem de chegar a toda a parte.
5. OLHE LÁ! Você já ouviu hoje o «CDS Informa»? Então ouça. Basta ligar o 705131 de Lisboa. Ou o 314043 do Porto. Vai ver que gosta.
6. QUEM NÃO LÊ ENFIA O «BARRETE». COMPRE: «Uma verdade à qual servir», de Jacques Maritain; «O Personalismo» de E. Mounier.

Juventude Centrista
1. SETÚBAL. O núcleo da JC do liceu de Setúbal, que em coligação com a JSD ganhou as eleições para o Conselho Pedagógico, vai publicar um jornal de parede chamado «Democracia e Liberdade». Em Setúbal a JC tem ainda núcleos organizados na Escola Preparatória Bocage, na Escola Técnica de Setúbal e está a ser fundado o núcleo da Escola Polivalente da Bela Vista. Recentemente os estudantes do liceu de Setúbal protestaram contra o facto de, nas aulas de Introdução à Política, serem obrigados a sofrer explicações dogmáticas marxistas-leninistas, com as quais não estão de acordo e que, para eles, não explicam coisa nenhuma.
2. LICEU D. JOÃO DE CASTRO. Neste liceu efectuaram-se eleições para o Conselho Pedagógico. A maioria dos delegados de turma, no entanto, impugnou as eleições com base em irregularidades havidas aquando do acto eleitoral (manifestações de intimidação e coacção).
3. CONTRA O MONOPÓLIO DO ENSINO PELO ESTADO DEFENDEMOS O ENSINO LIVRE. Pensamos que o ensino privado deve ser subsidiado pelo Estado pois desempenha uma função de utilidade pública. E ainda porque de outra forma seria mais caro, para o aluno, que o ensino oficial. Se, por meio de subsídios, o ensino privado não for tão barato como o ensino do Estado, está a fomentar-se o ensino elitista, na medida em que só as famílias ricas desfrutam do direito de escolher a educação a dar aos filhos. A liberdade do ensino é garantia de pluralismo ideológico e factor de criatividade cultural. A liberdade de aprender e de ensinar está consignada na Constituição. E o direito à fundação de escolas privadas está incluído na Declaração Universal dos Direitos do Homem. A Doutrina Social da Igreja Católica defende o ensino livre, privado e católico. Folha CDS denunciou desde- o princípio os ataques gonçalvistas ao ensino livre.
Continuamos na mesma linha. Defendemos o ensino livre. Defendemos para o Estado um papel completivo na Educação.

Direitos do Homem
1. ONZE MIL FORAM EXPULSOS! Desde a invasão da Checoslováquia pela União Soviética em 1968, cerca de 11.000 oficiais das forças armadas foram expulsos das fileiras.
2. UM ESCRITOR EUROPEU: «Aquele que escreveu estas linhas tem, entre as suas aspirações colectivas, a de ver se pode conseguir que o deixem viver na Europa, nos anos que ainda lhe restam de vida. Penso na minha geração da América Latina que já sofreu bastante... penso que chegou a altura de viver numa sociedade com a meia dúzia de liberdades em comum com a Europa». (António Alçada Baptista, escritor).
3. DE GENERAL A SOLDADO RASO. O general Vilem Sacher, antigo oficial superior do exército checoslovaco, signatário da CARTA 77, foi recentemente despromovido, passando a soldado raso. Ainda por cima «por decreto».

Departamento de Opinião Pública/Propaganda — Largo do Caídas, 5
Tiragem : 245.000 exemplares
Lisboa — Telef. 865642

Sem comentários:

Enviar um comentário

1977-06-29 - Improp - Suplemento - IV Série - Movimento Estudantil

neste número: O funcionamento da escola nos seus múltiplos aspectos, todos os problemas com que neste momento se debate, foram alvo ...

Arquivo