sábado, 22 de abril de 2017

1977-04-00 - POR UM PORTUGAL DOS PORTUGUESES - Extrema Direita

POR UM PORTUGAL DOS PORTUGUESES
CONTRA O 25 DE ABRIL DE TRAIÇÃO

O 25 de Abril destruiu Portugal. Mas ainda não destruiu os Portugueses. No momento em que ao forças internacionalistas que ocupam a nossa Pátria se preparara para comemorar a data em que assaltaram o Poder, trata-se de saber se os Portugueses serão capazes de reconquistar Portugal, reunificar a Pátria, destruir as bases que o imperialismo internacional instalou nos quatro cantos do Mundo Português e onde mantêm aprisionada Gente Lusa — brancos, negros e mestiços — que aspira ardentemente à libertação total da Pátria agrilhoada.
Mais do que erguer protestos simbólicos, manifestar indignações vazias inconsequentes, proclamar sentimentalismos tristes e doentios, os Portugueses exigem una resposta clara, determinada, coerente, por parte de todos quantos estejam realmente interessados em lutar contra a ocupação de Portugal pelo internacionalismo capitalista e comunista, e não estejam dispostos a abdicar do inalienável direito à rebelião, pela defesa da soberania nacional.
Porque o nosso inimigo vive do passado, deitemo-lo atarefado a lembrar e a comemorar piedosamente as suas datas queridas. Porque nós temos o futuro, preparemos a reconquista de Portugal, na luta contra a agressão antinacional, contra a ocupação estrangeira, contra a miséria, a corrupção, o roubo e o crime, pela unidade de todos os Portugueses libertos, do Minho a Timor.
Por todo o lado, nesse dia de luto nacional, desencadeia-se a ofensiva popular contra os usurpadores, e que esta data seja lembrada pelo inimigo - como todas as outras que se lhe seguirão — como o dia da sua grande derrota às mãos do povo português.
Portugal é hoje uma Pátria ocupada. Desintegrada por tratados e acordos que os Portugueses não reconhecem, porque realizados entre representantes ilegítimos e ilegais, Portugal é uma Pátria a reconquistar.
Varreremos da Terra Portuguesa essa canalha ao serviço de interesses estrangeiros, e arrancaremos para uma ofensiva de Resgate Nacional, em que uma Pátria, agora aprisionada na Europa, em África, na Ásia e na Oceânia, se reencontrará, na Dignidade, na Grandeza, na Unidade e na soberania.
Novamente unido, Portugal voltará a ser dos Portugueses.
VIVA PORTUGAL

GRUPOS DE ACÇÃO NACIONALISTA
Abril de 1977

Sem comentários:

Enviar um comentário

1977-06-00 - ER Boletim Nº 01

O QUE É E PARA QUE SERVE ESTE   BOLETIM Os militantes sem partido da Unidade Popular são um largo conjunto de militantes revolucioná...

Arquivo