quinta-feira, 2 de março de 2017

1977-03-02 - Bandeira Vermelha - PCP(R)

A CAMINHO DO 25 DE ABRIL DO POVO UNIR A CLASSE OPERÁRIA REFORÇAR O PCP(R)

A realização do II Congresso do nosso Partido é sem dúvida um acontecimento político da maior importância, não só para os militantes, simpatizantes e amigos do PCP(R), mas principalmente para a classe operária e para o povo pobre de Portugal.
Durante todo o processo para o Congresso é preciso melhorar e intensificar a actividade política dos organismos partidários. Assim o C.C. define as duas tarefas centrais que se colocam ao Partido no campo da Agitação e Propaganda.
A primeira, que deve ser o eixo fundamental da actividade política do Partido, é a luta contra o fascismo, "Por um tribunal que julgue a Pide"!
A campanha de solidariedade internacionalista demonstrada pelos trabalhadores portugueses, em torno dos 12 antifascistas brasileiros presos e as manifestações de repúdio pelo bárbaro assassinato dos três saudosos camaradas dirigentes do PC do Brasil, mostram as capacidades de mobilização das massas populares para essa luta.
A segunda é a de levarmos o Congresso às massas como muito justamente definiu o C.C..
O Congresso decorre sob o lema: A CAMINHO DO 25 DE ABRIL DO POVO, UNIR A CLASSE OPERÁRIA, REFORÇAR O PCP(R) - PELA DEMOCRACIA POPULAR E O SOCIALISMO. Para prosseguirmos a caminho do 25 de Abril do Povo, grandes e importantes tarefas temos pela frente, duros e longos combates temos de enfrentar. Das tarefas que se nos colocam salientamos as seguintes: Unidade da classe operária; Alargamento e reforço do Partido; Afirmação do PCP(R) como vanguarda; Aprofundamento da revolucionarização; Aliança operário-camponesa; etc.. Cabe aos militantes e dirigentes do partido lutar firmemente para alcançar estes objectivos, transformando o Congresso numa grande jornada cheia de vitalidade e vigor revolucionário proletário, um Congresso de unidade, luta e firmeza inabalável nos princípios do marxismo-leninismo.
O Congresso para ter força deve estar ligado às massas, não pode ser apenas debate interno, pois ele não interessa só aos militantes e simpatizantes do Partido, interessa a todo o povo pobre e explorado. Por isso, é necessário transformá-lo num amplo movimento de massas, levando a discussão ao seio dos trabalhadores, fazendo-os participar activamente na preparação e discussão dos trabalhos do Congresso.
O Congresso será o culminar dos enormes saltos que o Partido deu neste seu primeiro ano de vida, depois de recons­truído. Por isso, este é o momento da reflexão, da análise e da discussão aberta e franca mas responsável, é o momento de colher os ensinamentos e detectar os erros.
No entanto, a preparação e o debate para o Congresso não podem ser vistos desligados da actividade política prática do Partido. O nosso Congresso realiza-se numa altura de intensa luta política e o seu êxito depende fundamentalmente da capacidade de participação e mobilização de todos os militantes e dirigentes do PCP(R) nos trabalhos do Congresso e num maior empenhamento de todo o Partido na actividade política diária.

Comissão de Agit/Prop. do C.C. do PCP(R)

Sem comentários:

Enviar um comentário

1977-06-22 - A Forja Vermelha Nº Esp - UCRP(ml)

PROLETÁRIOS DE TODOS OS PAÍSES, NAÇÕES E POVOS OPRIMIDOS. UNI-VOS A Forja Vermelha Número Especial Preço $50 Data: 22/6/77 ...

Arquivo