Translate

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

1977-02-15 - CONTRA OS DESPEJOS! CONTRA O AUMENTO DAS RENDAS! RESISTÊNCIA ACTIVA! - PCTP/MRPP

CONTRA OS DESPEJOS!
CONTRA O AUMENTO DAS RENDAS!
RESISTÊNCIA ACTIVA!

AO POVO TRABALHADOR:
Todo o nosso Povo, tem-se vindo a aperceber através dos tempos do agravamento da sua situação de fome, miséria e desemprego. Esta situação, criada pelo próprio sistema capitalista, agrava-se dia após dia, e É decretada pelos sucessivos governos da burguesia.
Todos os partidos burgueses, desde o P"C"P social-fascista ao CDS fascista passando pelo PSD e pelo PS, se bem que tudo prometeram ao Povo, nada cumpriram e são os principais e únicos responsáveis por esta situação e pele crise profunda que abala o sistema capitalista. A sua política reaccionária e demagógica, a sua submissão ao imperialismo yanque e ao social-imperialismo revisionista soviético que conspurcam a nossa Pátria exploram e humilham o nosso Povo, levou e continua a levar ao endividamento do nosso país face a essas duas super-potências e demais países imperialistas.
O governo PS fiel à sua natureza de classe reaccionária e incapaz de resolver o mais simples dos problemas do Povo, e completamente isolado das massas trabalhadoras, prepara afincadamente o terreno para os seus sucessores se abaterem desalmadamente sobre o Povo, ou não é isso que o primeiro-ministro Mário Soares pretende fazer com o seu prestar contas aos diversos órgãos da burguesia?
É neste contexto, e julgando (mal!) estarem reunidas as condições ideais, que o governo constitucional desencadeia - apoiando-se nos tribunais e juízes fascistas nos esbirros da P"SP"/G"NR" e na traição social-fascista do P”C"P/U"DP"/GD"UP” um movimento repressivo contra os moradores pobres na tentativa vã de os desocupar e despejar das suas casas, assim permitir aos "senhorios" o aumento das rendas.
Esta luta a que o povo e chamado, e à qual não vira a cara começando-se a organizar para responder com firmeza, vai-se alastrar e a esmagadora maioria dos moradores pobres já se levantaram contra tais medidas anti-populares e anti-operárias, e estão dispostos a continuar. Todos os elementos do Povo, que se vêem de imediato atingidos por ordem de despejo devem ser os mais activistas em propagandear a sua situação e obter assim o apoio daqueles moradores pobres que de imediato não se vêem na contingência de ficar sem um tecto para se abrigarem.
A lei dos aumentos das rendas de casa vai atirar para uma situação impossível milhares e milhares de famílias pobres do nosso Povo (reformados, pensionistas desempregados e as massas trabalhadoras) essas milhares e milhares de famílias devem solidarizar-se desde, já com as outras famílias pobres que a burguesia e os seus lacaios revisionistas pretendem desocupar ou desalojar, para assim impedirem também aquilo que todos os exploradores pretendem.
Varias tentativas de despejo foram feitas na zona da freguesia de Arroios, nomeadamente uma na Rua José Falcão nº 29 onde o Povo impediu no dia em que a burguesia pretendia, o despejo, que a polícia de Choque o fizesse; mais despejos estão marcados aos quais o Povo deve responder com a sua determinação de não os permitir e de resistir activamente a estas medidas repressivas.
O PARTIDO COMUNISTA DOS TRABALHADORES PORTUGUESES (PCTP/MRPP) conclama todo o Povo à resistência e à luta contra os despejos e desocupações e contra o aumento da renda das casas, pois está ciente que esta luta faz parte também das mil batalhas diárias que a Classe Operária e o Povo travam contra a exploração, por uma Sociedade fraterna uma Sociedade sem classes, pelo Socialismo e pelo Comunismo.
O PARTIDO COMUNISTA DOS TRABALHADORES PORTUGUESES (PCTP/MRPP) informa todo o Povo que se encontrem em situação de ameaça de despejo ou desocupação a se dirigirem à nossa DELEGAÇÃO, na Rua Barão de Saborosa Nº 195 lº Andar onde das 18 às 24 horas se encontram camaradas, membros do PARTIDO que possibilitarão ao Povo as informações necessárias, bem todo o apoio necessários propaganda, ajuda humana, apoio jurídico etc.
O PARTIDO COMUNISTA DOS TRABALHADORES PORTUGUESES (PCTP/MRPP) ciente de as justas aspirações das massas trabalhadoras entende que a burguesia no seu CONJUNTO, novos e velhos exploradores, estão a levantar um enorme pedregulho que lhes cairá certamente em cima das suas obtusas e reaccionárias cabeças.
VIVA A SOLIDARIEDADE PROLETÁRIA!
RESISTÊNCIA ACTIVA ÀS DESOCUPAÇÕES E DESPEJOS!
VIVA O POVO!
VIVA O PARTIDO COMUNISTA DOS TRABALHADORES PORTUGUESES!
O POVO VENCERÁ!

15 de Fevereiro de 1977
O COMITÉ LOCAL DO ALTO DO PINA DO PCTP/MRPP

Sem comentários:

Enviar um comentário